0

Em Brasil x EUA, duplas abrem Federer Tour com prévia da Davis

6 dez 2012
16h46
Henrique Moretti
Direto de São Paulo

Estados Unidos e Brasil se enfrentarão entre 1º e 3 de fevereiro pela primeira rodada do Grupo Mundial da Copa Davis de 2013, mas uma prévia do duelo pode ser vista a partir das 19h30 (de Brasília) desta quinta-feira, no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo. O jogo reunindo os americanos Mike e Bob Bryan contra os brasileiros Marcelo Melo e Bruno Soares abre o primeiro dos quatro dias da turnê de exibições Gillette Federer Tour.

Os Bryan, 34 anos, visitam pela primeira vez o Brasil fechando uma temporada na qual conquistaram a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Londres e o Aberto dos Estados Unidos - foi o 12º Grand Slam da carreira dos gêmeos, um recorde na história das competições de duplas que eles dividem com os australianos John Newcombe e Tony Roche.

"Estou vindo do casamento, da praia, vou jogar contra os brasileiros, não teremos nenhum fã torcendo por nós... Bob vai ter de me carregar", disse Mike Bryan, aos risos, lembrando que não tem treinado muito nos últimos dias. Ele se casou no fim de novembro com a britânica Lucille Williams e saiu em lua de mel na Costa Rica.

"Eu vou tentar, mas não tenho treinando tanto também", completou o irmão, Bob, em entrevista concedida para promover o evento em um centro comercial de São Paulo no início da tarde desta quinta. "Mas odeio perder, exibição são engraçadas, mas esses caras não são nossos amigos, vamos bater forte na bola", emendou, brincando com Melo e Soares e apontando para os brasileiros, que também estavam presentes.

Apesar do grande histórico e de ocuparem a liderança do ranking mundial, os americanos detêm um retrospecto negativo diante da parceria brasileira. Em três partidas já realizadas pelo circuito profissional, Melo e Soares levaram a melhor em duas.

A exibição desta quinta pode provocar um empate ou ampliar a vantagem dos mineiros, que pararam de formar uma dupla fixa na Associação dos Tenistas Profissionais (ATP) em 2011, mas que ainda se juntam para a Copa Davis. Na competição, somam quatro vitórias em cinco partidas, porém nunca atuaram pelo Grupo Mundial: estrearão em 2013, quando o Brasil participará da elite da competição, formada por 16 países, pela primeira vez desde 2003.

Mais experientes no torneio, os Bryan somam 22 jogos, com duas derrotas e um título ganho, em 2007. Em conversa reservada com a reportagem do Terra em agosto passado em Nova York, eles externaram o desejo de vencer pelo menos mais uma vez a competição antes da aposentadoria, que provavelmente acontecerá depois da Olimpíada do Rio de Janeiro 2016.

A tarefa rumo a mais uma conquista por equipes passa por superar o Brasil em fevereiro na Jacksonville Veterans Memorial Arena, em Jacksonville. O confronto terá condições semelhantes às do Ibirapuera, com uma quadra de piso duro e coberta, diferenciando-se no fator da altitude - São Paulo está a uma altura média de 760 m, enquanto que a cidade californiana fica praticamente ao nível do mar.

"Jogar com os Bryan é sempre divertido em qualquer situação. Eles são os melhores duplistas de todos os tempos. Além disso, é sempre bom poder jogar com o Marcelo", completou Bruno Soares, que fechou a temporada no circuito formando parceria com o austríaco Alexander Peya. Melo, por sua vez, vinha atuando ao lado de um croata - Ivan Dodig ou Marin Cilic.

Enquanto o confronto de duplas da Davis pode ser previsto com segurança, o cenário em simples é mais nebulosos, visto que os jogadores dos dois países vivem fase irregular: os americanos perderam Andy Roddick, aposentado, e Mardy Fish, recuperando-se de uma cirurgia no coração, e têm como melhores representantes no ranking de simples John Isner (14º colocado) e Sam Querrey (22º); já o Brasil conta com Thomaz Bellucci (33º) e Rogério Dutra Silva (126º). Até fevereiro, essas posições ainda podem ser alteradas, mas dificilmente uma coisa mudará: as duplas seguirão tendo um peso importante.

Confira o retrospecto dos confrontos oficiais entre Bob/Mike Bryan x Melo/Soares:

Bob/Mike Bryan v. Melo/Soares - 7/6 (7-2) e 6/1 - semifinal do ATP 500 de Valencia de 2011 - quadra dura coberta
Melo/Soares v. Mike/Bob Bryan - 7/6 (7-1) e 6/3 - primeira rodada do ATP 500 de Washington de 2011 - quadra dura descoberta
Melo/Soares v. Mike/Bob Bryan - 6/3 e 7/6 (8-6) - segunda rodada de Roland Garros de 2010 - saibro descoberto

Veja a programação das exibições no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo:

6 de dezembro
19h30: Bob/Mike Bryan (EUA) x Bruno Soares/Marcelo Melo (BRA)
Não antes das 21h30: Roger Federer (SUI) x Thomaz Bellucci (BRA)

7 de dezembro
19h30: Maria Sharapova (RUS) x Caroline Wozniacki (DIN)
Não antes das 21h30: Thomaz Bellucci (BRA) x Jo-Wilfried Tsonga (FRA)

8 de Dezembro
19h30: Serena Williams (EUA) x Victoria Azarenka (BLR)
Não antes das 21h30: Roger Federer (SUI) x Jo-Wilfried Tsonga (FRA)

9 de Dezembro
16h: Thomaz Bellucci (BRA) x Tommy Robredo (ESP)
Não antes das 18h: Roger Federer (SUI) x Tommy Haas (ALE)











Bruno Soares (foto) e Marcelo Melo abrem exibições contra os irmãos Mike e Bob Bryan
Bruno Soares (foto) e Marcelo Melo abrem exibições contra os irmãos Mike e Bob Bryan
Foto: Bruno Santos / Terra
Fonte: Terra

compartilhe

publicidade
publicidade