0

Del Potro diz ter muito a aprender para ser como Federer

14 set 2009
23h09
atualizado em 15/9/2009 às 09h10

O tenista argentino Juan Martín del Potro se afundou em lágrimas hoje ao erguer o troféu do Aberto dos Estados Unidos, o primeiro Grand Slam de sua carreira, e reverenciou seu adversário, Roger Federer, ao dizer que precisa apreender muito ainda para se igualar ao suíço.

» Assista ao vídeo: argentinos vão às ruas festejar título
» ESPN: Paulo Cleto analisa título de Del Potro
» Fotos da final do US Open
» Fotos da festa de Del Potro
» Fotos das musas do US Open
» Veja fotos dos figurinos
» ESPN: assista ao vídeo da vitória de Del Potro nos EUA
» "Azarão", Del Potro encerra domínio de Federer no US Open

"Sonhei com duas coisas em minha vida. Uma era vencer aqui e a outra era vencer Roger Federer. Mas ainda tenho muito o que aprender para ser como você", disse em inglês o jovem tenista argentino em referência ao adversário na final de hoje.

Já Federer, a seu lado e com semblante de derrota, não deixou de falar dos méritos do tenista argentino.

"Juan jogou um torneio incrível. Eu não joguei mal, mas ele foi melhor. Ganhei 40 partidas seguidas até agora. E tenho que agradecer a todos pelo que vivi aqui nos cinco anos consecutivos", disse o suíço, para logo depois deixar a quadra.

Federer, número um do mundo e vencedor das últimas cinco edições do torneio, reconheceu o bom trabalho de seu adversário e seus mérito, mas qualificou o ano como "alucinante".

"Foi uma grande temporada. O ano foi alucinante. Ganhei dois títulos e disputei quatro finais. Me casei e tive dois filhos. Não sei o que mais posso pedir", comentou o tenista suíço.

Del Potro conquista seu primeiro título de Grand Slam
Del Potro conquista seu primeiro título de Grand Slam
Foto: Reuters
EFE   
publicidade