0

Em Wimbledon, Mattek-Sands continua a lançar moda

22 jun 2010
16h41

Greg Bishop

Quatro anos atrás, quando a tenista Bethanie Mattek-Sands jogou uma partida no torneio de Wimbledon em meio à Copa do Mundo de futebol, decidiu basear seu uniforme na inspiração daquele esporte, e a roupa causou furor. A mãe do tenista Andy Murray disse a repórteres que, se o filho aparecesse para jogar vestido daquele jeito, o faria voltar para casa sem entrar em quadra.

» Veja imagens da vitória de Soderling e outros resultados » Confira mais resultados
» Bellucci bate Mello e avança em Wimbledon
» Djokovic derrota Rochus na 1ª rodada de Wimbledon

Mattek-Sands comprou a roupa - meiões altos, em estilo de futebol; calções curtos; uma camiseta sem mangas; e brincos de argola - na Harrods. Saiu derrotada do torneio daquele ano em partida contra Venus Williams, mais uma tenista que costuma lançar modas (Williams declarou na segunda-feira que o vestido que usou em sua partida era inspirado por Tina Turner). Mas ainda assim a ousadia de Mattek-Sands lhe valeu atenção.

"Nem achei que fosse um uniforme assim tão maluco. Optei por um jeito bem esportivo". Os dirigentes do torneio a procuraram depois da partida; inicialmente, ela achou que seria multada, mas na verdade pediram que lhes desse as meias que usou para que fossem exibidas o Museu de Wimbledon, bem perto do complexo de tênis onde Mattek-Sands foi eliminada do torneio na primeira rodada, segunda-feira, com derrota por 6-3 e 6-4 diante de Karolina Sprem, da Croácia.

Mattek-Sands estava usando meiões de novo, mas decidiu adotar um estilo consideravelmente mais discreto para as demais peças do uniforme. É claro que ela também estará participando do torneio de duplas femininas, onde sua dupla é a cabeça de chave número cinco, e no torneio de duplas mistas, e por isso ainda há tempo para que exiba seu estilo.

Por algum tempo, depois de problemas anteriores com os figurinos que adota em quadra, Mattek-Sands disse que teve de submeter os uniformes que planeja usar em torneios a aprovação prévia dos dirigentes. Mas afirmou que suas escolhas mais recentes não passam nem perto de extravagâncias fashion como o chapéu de caubói que usou na abertura do Aberto dos Estados Unidos em 2005 ou o uniforme com estampa de oncinha usado no mesmo torneio em 2007.

Mesmo assim, a foto principal no site da tenista a mostra tendo em mãos uma raquete cravejada de brilhante e usando óculos escuros estilosos. Outra foto a mostra ao lado de um crocodilo. Se combinarmos essas imagens à tatuagem elaborada que ostenta no bíceps direito, fica fácil perceber que não falta estilo pessoal a Mattek-Sands. Basta perguntar aos desconhecidos que a viram na rua em Acapulco, no México, e comentaram: "Olha, é a menina do meião".

É claro que Mattek-Sands gostaria de ser conhecida por mais que suas escolhas de figurino. Ela atingiu a mais alta classificação de sua carreira, o 37° posto no ranking feminino, pouco antes de 2009, mas teve de passar por uma cirurgia na bacia para reparar um labro rompido e deslocamento de cartilagem, e remover esporos ósseos.

Ela tentou voltar antes de se recuperar plenamente, sofreu nova lesão e passou a maior parte de 2009 enfrentando dificuldades físicas. Por fim, Mattek-Sands começou a trabalhar no Arizona com o preparador físico Jay Schroeder, que ajuda na preparação de diversos dos jogadores do Arizona Cardinals, do futebol americano. Mattek-Sands terminou treinando em companhia deles. E mesmo lá, conta a tenista, houve quem dissesse: "te procurei no Google! Você é aquela menina".

Desde que passou por esse período de condicionamento, ela vem se saindo muito bem em partidas pela seleção de tênis dos Estados Unidos, e chegou a derrotar duas tenistas russas no mesmo dia, a primeira ocasião em que isso aconteceu para uma tenista americana. Ela tem a esperança de que as tenistas comecem a se expressar mais por meio da moda, como fez Williams no Aberto da França, mas especialmente nos jogos de Wimbledon, quer tomem Tina Turner como exemplo, quer qualquer outra mulher. "Gosto de roupas ousadas", diz Mattek-Sands.

Quando encerrar sua carreira no tênis, afirma, está interessada em estudar moda, e talvez retornar à faculdade e se formar nessa área. Isso não se alinha de maneira alguma aos interesses do pessoal de sua família. O marido dela trabalha em uma seguradora, e seu pai é contador. Mas Bethanie Mattek-Sands? Não, ela é aquela menina do meião.

A tenista americana apresentou uniforme inspirado na Copa do Mundo
A tenista americana apresentou uniforme inspirado na Copa do Mundo
Foto: Getty Images
The New York Times
publicidade