1 evento ao vivo

Murray vence Tsonga, faz final inédita e quebra tabu de 74 anos

6 jul 2012
14h48
atualizado às 15h00

O britânico Andy Murray fez história nesta sexta-feira no All England Club, em Londres. Ao vencer o francês Jo-Wilfried Tsonga por 3 a 1, com parciais de 6/3, 6/4, 3/6 e 7/5, chegou pela primeira vez à final de Wimbledon e tornou-se o único britânico a decidir o torneio após Bunny Austin, em 1938.

»Sexo, racismo e tabus; veja mudanças inesquecíveis do tênis
»Veja 30 momentos inesquecíveis da história de Wimbledon

Esta é a quarta final de Grand Slam do escocês. Seu adversário desta vez será novamente Roger Federer. Ele foi vice do suíço no Aberto da Austrália de 2010 e no US Open de 2008. Em 2011, também em Melbourne, perdeu do sérvio Novak Djokovic.

O retrospecto contra o segundo tenista do mundo, porém, é positivo. São oito vitórias em 15 duelos, embora todos os confrontos tenham sido em quadras duras.

Tsonga repetiu a campanha do ano passado chegando às semifinais, mas perdeu a oportunidade de jogar sua segunda final de Grand Slam. Em 2008, decidiu o Aberto da Austrália com Djokovic.

Para alcançar a quarta decisão do ano, Murray passou por David Ferrer (ESP), Marin Cilic (CRO), Marcos Baghdatis (CYP), Ivo Karlovic (CRO) e Nikolay Davydenko (RUS). Seu único título em 2012 foi o ATP 250 de Brisbane, na Austrália.

O jogo -

Murray venceu os dois primeiros sets sem tomar sustos, mas foi quebrado pela primeira vez na partida no terceiro e não conseguiu devolver. Na quarta parcial, converteu o break point no quarto game e abriu 3 a 1.

O francês reagiu e conseguiu levar o game seguinte a iguais. Com uma curtinha, teve a chance da quebra e não a desperdiçou. Em 4/3, Murray poderia quebrar o serviço de Tsonga e sacar para o jogo, mas não conseguiu rebater um poderoso golpe de direita do adversário.

O psicológico do jogo pesou todo a favor do sexto colocado. Com 15/30, tomou controle do ponto e conseguiu dois break points, mas Murray utilizou bem o saque e os salvou.

Os saques foram sendo confirmados até Murray ter 6/5 no set. Devolvendo, viu Tsonga ir à rede e errar um voleio. Com dois match points, o britânico acertou uma bola vencedora de direita e incendiou a quadra central do All England Club.

Murray é o primeiro britânico na final de Wimbledon desde Bunny Austin em 1938
Murray é o primeiro britânico na final de Wimbledon desde Bunny Austin em 1938
Foto: Gety Images
Fonte: Terra
publicidade