0

Persistente, Del Potro realiza sonho de criança e quebra tabu

14 set 2009
22h36
atualizado em 15/9/2009 às 09h11

O argentino Juan Martin Del Potro irá se lembrar para sempre do dia 14 de setembro de 2009. Pela primeira vez em uma competição oficial o tenista venceu o suíço Roger Federer, maior vencedor de Grand Slams da história, exatamente na final do Aberto dos Estados Unidos, uma das (muitas) especialidades do número 1 do mundo.

» Assista ao vídeo: argentinos vão às ruas festejar título
» ESPN: Paulo Cleto analisa título de Del Potro
» Fotos da final do US Open
» Fotos da festa de Del Potro
» Fotos das musas do US Open
» Veja fotos dos figurinos
» ESPN: assista ao vídeo da vitória de Del Potro nos EUA
» "Azarão", Del Potro encerra domínio de Federer no US Open

"Eu não posso acreditar. Sempre sonhei com isto desde pequeno", comemorou Del Potro após conquistar seu primeiro grande torneio como profissional. E esse confronto ainda foi mais especial pelo rival: o argentino tinha perdido todas as seis últimas partidas que disputou contra Federer.

"Segui insistindo e insistindo em minha primeira final. Estive muito tranquilo, não sei direito o que aconteceu, mas graças a Deus terminei onde estou. Roger erra muito pouco, mas por alguns momentos ele jogou mal e pude aproveitar os pontos importantes e terminar com o jogo", analisou o campeão.

A última vez que um argentino havia vencido em solo norte-americano havia sido em 1977, com Guillermo Vilas, que esteve presente como espectador na partida. Desde então, a Argentina venceu apenas mais três competições de grande porte: em 1978, 1979 (ambos também com Vilas no Aberto da Austrália) e 2004 (com Gaston Gaudio, Roland Garros).

E o retorno dos argentinos pode representar uma era, se depender da determinação de Del Potro. "Não posso garantir ganhar sempre, mas sempre vou dar o meu melhor para isso", garantiu.

Del Potro celebra vitória diante de Federer
Del Potro celebra vitória diante de Federer
Foto: Reuters
Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade