0

Prefiro ganhar seis torneios normais a um Grand Slam, diz Nadal

24 mai 2013
09h52
atualizado às 10h14
  • separator
  • 0
  • comentários

O tenista espanhol Rafael Nadal, que ocupa a quarta posição no ranking mundial e é o terceiro cabeça de chave de Roland Garros, afirmou nesta sexta-feira que prefere conquistar "seis torneios normais a ganhar um Grand Slam". O atleta explicou que joga qualquer campeonato com a mesma mentalidade vencedora.

<p>Nadal participou nesta sexta-feira do sorteio da chave de Roland Garros; espanhol pode pegar Djokovic na semifinal do torneio francês</p>
Nadal participou nesta sexta-feira do sorteio da chave de Roland Garros; espanhol pode pegar Djokovic na semifinal do torneio francês
Foto: AP

"Os torneios do Grand Slam não são os únicos. Gosto de jogar cada campeonato e cada partida com a mesma paixão. Ganhar em Barcelona, Madri ou Roma, como acabo de fazer, também é muito importante para mim", explicou o astro, que já venceu Roland Garros sete vezes.

"Meu objetivo é ser competitivo a cada semana e não apenas ganhar torneios do Grand Slam. Isso porque assim tenho seis semanas de alegria, e não só uma, embora seja verdade que Roland Garros é uma das minhas competições favoritas e sempre tem um lugar especial para mim", disse.

Nadal não pôde participar da segunda metade da temporada 2012 e do início da 2013 por causa de uma lesão. Porém, desde o seu retorno, o espanhol tem mostrado um bom desempenho, chegando à final nos oito torneios que disputou. Ele levantou o troféu em seis dessas competições, incluindo as três últimas: Barcelona, Madri e Roma.

"Quando vou competir, sempre invisto 100% de mim, do que posso fazer em cada momento, física e mentalmente. Entendo o esporte assim, levado ao máximo. Se não for desse jeito, não tem sentido", argumentou.

Nesta sexta, Nadal participou do sorteio da chave de Roland Garros. Ele caiu no mesmo lado do sérvio Novak Djokovic, número 1 do mundo. Os rivais, que se enfrentaram na decisão em Paris no ano apssado, quando o espanhol saiu vencedor, só podem se encontrar na semifinal desta temporada. Respectivamente os cabeças de chave dois e quatro, o suíço Roger Federer e o espanhol David Ferrer estão do outro lado do quadro.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade