0

Murray se diz satisfeito com segurança em Gent antes de final da Davis

24 nov 2015
16h11
  • separator
  • comentários

O britânico Andy Murray, segundo colocado do ranking da ATP, revelou nesta terça-feira estar satisfeito com as medidas de segurança adotadas na cidade belga de Gent pensando na final da Copa Davis de tênis, que acontecerá a partir desta sexta-feira.

"Todos estávamos um pouco preocupados. Tivemos que atrasar a viagem em um dia, algo que não foi o ideal, mas que se tomou a decisão correta", disse Murray à emissora britânica "BBC Sport".

"Tudo parece estar bem em Gent. Sei que em Bruxelas a situação é diferente, mas aqui não há problema algum. Isso me ajuda a ficar focado apenas no tênis", acrescentou.

Depois que as autoridades da Bélgica elevaram ao nível máximo o alerta de ameaça terrorista, a equipe britânica atrasou em um dia sua ida para Gent, a 56 quilômetros da capital.

"Não pudemos treinar na quadra central até a segunda-feira, Mas isso não nos afetou em nada", garantiu Murray, que se juntou à delegação depois ter sido eliminado ainda na fase de grupos do ATP Finals, em Londres.

A Grã-Bretanha tentará no próximo fim de semana conquistar seu primeiro título de Copa Davis desde 1936. Sua última presença em uma final aconteceu em 1978. Além de Andy Murray, a equipe conta com o irmão do número 2 do mundo, Jamie Murray, Kyle Edmund, James Ward e Dominic Inglot.

O capitão britânico, Leon Smith, defendeu a decisão da federação (LTA, pela sigla em inglês) de adiar a viagem à Bélgica em 24 horas.

"Tomamos a decisão correta. Ajudou a acalmar as coisas um pouco", disse ele à "BBC Sport". "Sei que a situação em Bruxelas é diferente, mas a única coisa que tanto a equipe quanto eu podemos dizer é que tudo em Gent é muito, muito normal", completou.

EFE   
  • separator
  • comentários
publicidade