1 evento ao vivo

Serena e Djokovic são eleitos melhores tenistas do ano

24 dez 2015
16h56
atualizado às 17h34
  • separator
  • 0
  • comentários

A Federação Internacional de Tênis (ITF) premiou os dois melhores jogadores do ano: Serena Williams e Novak Djokovic. Ambos são números 1 em suas categorias, e venceram três dos quatro Grand Slams de 2015. Esta é a quarta vez consecutiva que a americana e o sérvio recebem o prêmio juntos, sendo que, no total, a líder da WTA possui seis troféus, enquanto o da ATP comemora sua quinta conquista.

Foto: Getty Images

Siga Terra Esportes no Twitter

O segundo Serena Slam

A tenista norte-americana conquistou, pela segunda vez na carreira, o chamado Serena Slam. Ou seja, a partir do US Open de 2014, sagrou-se campeã de todos os torneios mais importantes do tênis, sendo detentora, ao mesmo tempo, dos quatro títulos de Grand Slam.

Serena venceu o Australian Open, Roland Garros e Wimbledon. Após chegar à semifinal do US Open e ter a chance de, finalmente, conquistar o Golden Slam (os quatro títulos na mesma temporada), foi derrotada pela italiana Roberta Vinci, vice-campeã do torneio.

Apesar de não atingir seu principal objetivo, Williams tem motivos de sobre para comemorar o ano de 2015. Em 56 jogos disputados, venceu 53 deles, com um espantoso aproveitamento de 94,6%.

“Estou orgulhosa de ter alcançado o meu segundo "Serena Slam" no que foi um incrível ano para mim. Obrigado por esse reconhecimento e pelo eterno apoio da comunidade do tênis”, declarou durante a premiação.

O reinado de Novak Djokovic

Cada vez que parece que chegou ao ápice, o sérvio se supera. Após ser considerado o melhor tenista do mundo pela quinta vez consecutiva, Djokovic comemora o melhor ano de sua carreira. Apesar de não atingir seu maior objetivo, que era a conquista de Roland Garros, único Grand Slam que ainda não venceu, o número 1 do mundo teve uma temporada para ficar na memória.

Com aproveitamento de 93,2% e apenas 6 derrotas, em 88 jogos, Novak celebrou 11 conquistas. Assim como Serena, também venceu 3 Grand Slams: Australian Open, Wimbledon e US Open. De seus poucos revezes, quatro deles foram em finais para adversários fortíssimos. Uma para Andy Murray, duas para Roger Federer e outra para Stan Wawrinka, respectivos números 2,3 e 4 do mundo.

Por isso, Djokovic está ainda mais motivado para 2016.

"A temporada foi a melhor da minha carreira com muitos pontos altos. Isso me inspira ainda mais para seguir adiante e espero continuar a jogar neste nível em 2016", revelou.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade