2 eventos ao vivo

Tsonga supera "furada" e domina Bellucci em exibição em SP

7 dez 2012
22h58
atualizado às 23h13
Henrique Moretti
Direto de São Paulo

Jo-Wilfried Tsonga viveu um momento embaraçoso no Gillette Federer Tour, mas superou uma constrangedora "furada" para dominar Thomaz Bellucci na noite desta sexta-feira, no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo. Oitavo colocado do ranking mundial, o francês superou o brasileiro, o 33º, por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 6/2.

A partida foi disputada com ares de bastante seriedade, mas teve momentos de descontração no intervalo entre alguns pontos. A principal curiosidade ocorreu no sexto game do primeiro set, quando Tsonga se preparou para devolver um saque relativamente fraco de Bellucci (a 140 km/h) e não encontrou a bola com o seu forehand.

A furada provocou reações bem-humoradas por parte do público, de Bellucci e também de Tsonga, que ergueu o braço esboçando um pedido de desculpas aos fãs. O erro fez a vantagem do francês na parcial diminuir para 4/2, mas não foi nada que mudasse a história do jogo.

Em um game no qual venceu um ponto bastante longo que incluiu cuidadosas trocas de bolas curtas dentro da linha do T, Tsonga quebrou mais uma vez o serviço do adversário, aplicando 6/2. Com o saque funcionando bem, ele manteve o nível também no segundo set sempre com a agressividade característica no forehand e na chegada à rede, para fazer rapidamente 3/0.

"Vai, Bellucci!", era o grito que se ouvia repetidamente vezes nas arquibancadas, que tinha um número razoável de torcedores, inferior à quantidade que havia assistido à vitória do mesmo tenista sobre o suíço Roger Federer, na quinta-feira.

Sacando em 0-30 e 1/4, Bellucci reagiu nesse game e ganhou quatro pontos seguidos, o último com um forehand firme que levantou o público. Os fãs queriam ver mais jogo, porém Tsonga tratou de acabar com a história em uma hora e 11 minutos. Ao final, o francês ainda aproveitou para interagir com a torcida e, convidado a dançar pelo mestre de cerimônias, mandou um recado dirigido às arquibancadas: "se vocês dançarem primeiro, eu danço com vocês".

Ao som da música Ai, se eu te pego, Tsonga ficou em pé sobre um banco e cumpriu a promessa. Para completar a festa do francês, 27 anos, ele ainda recebeu um troféu pela participação. O tenista, que visita pela segunda vez o Brasil após disputar dois torneios juvenis em São Paulo e Porto Alegre em 2001, segue na capital paulista para uma nova exibição neste sábado, quando encara Federer no mesmo Ginásio do Ibirapuera.

» Confira 31 recordes da carreira de Federer

Francês fez duplo 6/2 e frustrou torcida, que compareceu em menor número em relação à quinta-feira
Francês fez duplo 6/2 e frustrou torcida, que compareceu em menor número em relação à quinta-feira
Foto: Bruno Santos / Terra
Fonte: Terra
publicidade