2 eventos ao vivo

Esportes

Fanning relata desespero: socos no tubarão e medo de morrer

Kristin Scholts/WSL / EFE
19 jul 2015
11h30
atualizado às 15h48
  • separator
  • 0
  • comentários

A final da etapa de Jeffreys Bay da Liga Mundial de surfe (WSL) foi interrompida por um ataque de tubarão ao australiano Mick Fanning, na manhã deste domingo. O veterano esperava por ondas no mar da África do Sul, na decisão contra seu compatriota Julian Wilson, quando um tubarão se aproximou. Muito abalado, ele relatou ter dado socos para escapar do ataque que pensou: poderia ser fatal.

"Eu tive o instinto de que tinha alguma coisa atrás de mim, ele bateu na minha prancha e de repente estava ali do meu lado. Senti como se tivesse sido chutado, acho que dei dois socos para me livrar. Não posso acreditar. Estou inteiro, não tem nada errado comigo. Ainda estou delirando", disse Fanning, claramente abalado.

É a primeira vez na história do WCT que uma bateria é interrompida por ataque de tubarão. A organização em Jeffreys Bay cancelou a disputa, e Fanning e Julian Wilson dividiram o segundo lugar. Com isso, o brasileiro Adriano de Souza Mineirinho segue na liderança do ranking.

Fanning estava sentado em sua prancha com menos de quatro minutos de bateria quando foi atacado pelo tubarão, que não conseguiu atingi-lo, mas cortou o leash, corda que mantém a prancha presa ao pé do surfista. O australiano, tricampeão mundial, se desvencilhou, utilizou a prancha para se proteger e nadou para longe da área de ataque. Rapidamente, ele foi socorrido pela equipe de apoio do WCT de Jeffreys Bay, que também precisou tirar da água Julian Wilson e os fotógrafos. Segundo o brasileiro Renato Hickel, diretor da Liga Mundial de Surfe, eram dois animais.

Ainda no jet-ski que o resgatou, Fanning demonstrava estar consternado com o ocorrido. Ajoelhado, gesticulava constantemente e continuou em choque depois que foi levado para o barco de apoio, em que foi consolado por Julian Wilson.

Mick Fanning é atacado por tubarão na final da WSL
Mick Fanning é atacado por tubarão na final da WSL
Foto: Kristin Scholts/WSL / EFE

Já em solo, Julian Wilson também se emocionou com o incidente com o amigo e compatriota. Tentando explicar como viu o ocorrido, foi às lagrimas e disse que por alguns momentos não sabia se Fanning tinha conseguido se safar.

Derrotado pelo australiano na semifinal em J-Bay, o norte-americano Kelly Slater também se assustou bastante. "Eu estava na praia com fotógrafos e vi o barco e os jet-skis indo rapidamente na mesma direção e só há um motivo para isso acontecer em uma competição: um ataque de tubarão. É surreal, poderia ser comigo", afirmou o 11 vezes campeão mundial.

 

 
Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade