0

US Open anuncia aumento na premiação e bate recordes

1 ago 2013
08h07
atualizado às 09h28

Acompanhando o aumento do valor das premiações dos torneios de nível Grand Slam nos últimos anos, a organização do US Open anunciou um valor histórico para a premiação da edição de 2013. Ao total, serão distribuídos 34,3 milhões de dólares, o equivalente a R$ 78,8 milhões. Para os campeões na categoria masculina e feminina, os valores também batem recordes e chegam a 2,6 milhões de dólares (R$ 5,9 milhões).

O novo valor estimado é 40% maior do que o prêmio de 2012, ano em que o torneio distribuiu R$ 51,5 milhões em prêmios. O incrível aumento segue a tendência das outras três competições Grand Slam já realizadas no ano.

A quantia também faz com que a disputa norte-americana seja o campeonato com maior premiação da história, superando Wimbledon, que havia batido esse recorde e distribuiu R$ 69,7 neste ano. Já o Aberto da Austrália, que foi o mais valioso em 2012 (R$ 53,8 milhões), em 2013 foi o terceiro que mais deu prêmios, com um total de R$ 62,2 milhões. Entre os torneios, Roland Garros é o que paga menos (R$ 57,7 milhões).

Por ser uma das competições mais importantes da temporada, o US Open beneficia todos os tenistas participantes. Dessa forma, mesmo os que não têm chances de brigar pelo cobiçado troféu recebem cerca de R$ 72 mil, R$ 120 mil e R$ 212 mil ao serem eliminados na primeira, segunda e terceira rodada, respectivamente.

Neste ano, o torneio tem início no dia 26 de agosto e vai até o dia 9 de setembro. Em 2012, o campeão na disputa masculina foi Andy Murray, que superou Novak Djokovic na final. Já na feminina, a norte-americana Serena Williams bateu Victoria Azarenka e conquistou seu quarto US Open da carreira.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade