2 eventos ao vivo

Interino credita bom trabalho ao grupo da Ponte e aconselha Roger

23 set 2012
19h50
atualizado às 21h40

O técnico interino Zé Sérgio, que comandou a Ponte Preta no empate deste domingo contra o Vasco, aprovou o rendimento dos seus comandados na partida e destacou que a boa atuação não foi um trabalho pessoal, mas do clube.

Zé Sérgio (à dir.) comandou a Ponte Preta no empate contra o Vasco
Zé Sérgio (à dir.) comandou a Ponte Preta no empate contra o Vasco
Foto: Luis Moura / Gazeta Press

"Eu gostei muito da experiência, porque foi a Ponte Preta trabalhando, não foi o treinador. Nós passamos aos jogadores a nossa filosofia e eles corresponderam. Agora, se eu vou seguir carreira, só Deus sabe", disse.

Zé Sérgio, que comanda as categorias de base da Ponte, assumiu a equipe depois que Gilson Kleina assinou contrato com o Palmeiras e revela que ficou bastante ansioso antes da partida deste domingo, que será a única como interino, pois que a diretoria já acertou a contratação de Guto Ferreira.

"Foi uma experiência legal, apesar de quarta-feira, quando pediram a minha ajuda, eu ter dormido menos do que o normal. Acordei cinco da manhã, comecei a pensar na situação: 'como eu vou ser recebido?', 'como serão os treinamentos?', 'como os jogadores vão assimilar os treinamentos?'. Mas na última noite eu dormi tranquilo, porque eu fiz tudo o que eu podia", avaliou.

O treinador também avaliou uma situação individual: a do atacante Roger. Com a experiência da época de jogador, em que atuava como ponta esquerda, Zé Sérgio aconselhou o centroavante da Ponte.

"O Roger está tendo um pouco de dificuldade na hora de fazer o gol, por isso ele está forçando a oportunidade e oportunidade não se força, ela parece. Hoje ele foi um pouquinho mais coletivo e pensou mais nisso aí, talvez se ele tivesse se movimentado um pouco mais, a oportunidade teria aparecido. Daqui a pouco ele começa a fazer gols e a coisa flui normalmente", disse.

O novo técnico da equipe de Campinas, Guto Ferreira, se apresenta oficialmente à equipe nesta segunda-feira e já comandará o time no próximo sábado, às 21h (de Brasília), no confronto com o Palmeiras, no reencontro com o ex-treinador Gilson Kleina, no estádio do Pacaembu.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade