0

Bernardinho assume responsabilidade por Liga Mundial ruim

11 jul 2012
13h04
atualizado em 12/7/2012 às 16h39
Giuliander Carpes
Direto de Saquarema

A seleção masculina de vôlei acusou o golpe da pior campanha de Liga Mundial dos últimos 14 anos - desde 1998 não ficava fora das semifinais e chegou em sexto na competição este ano. Mas o técnico Bernardinho assumiu a responsabilidade e garantiu que a esperança de uma medalha na Olimpíada de Londres persiste.

» Saiba como assistir à Olimpíada no Terra
» Coloque as notícias sobre a Olimpíada no seu site
» Brigas e dramas: relembre grandes momentos olímpicos
» Saiba todos os detalhes dos atletas brasileiros que estarão em Londres

"Não tem mais bobo em nenhum esporte, é aquela história. No voleibol principalmente. Certamente, faltou espírito. E não vou apontar A, B ou C. O principal responsável fui eu. De alguma maneira eu não soube mobilizar a equipe", admitiu o treinador.

Na fase final da Liga, na Bulgária, o Brasil teve uma atuação apática contra Cuba (derrota por 3 a 0) e uma melhora diante da Polônia, que acabou vencendo por 3 a 2 e levando o título da competição. Foram duros golpes que o próprio Bernardinho demorou para assimilar.

"A noite de quarta para quinta-feira, após a derrota para Cuba, passei em claro e fiquei pensando: 'será que nós erramos tudo?' É desesperador. Mas depois de uma partida tão ruim, jogamos um jogo bom contra a Polônia. Se ganhamos aquele segundo set que estávamos na frente, teríamos feito 3 a 0 no campeão da Liga. Então há uma luz no fim do túnel", garantiu o técnico, que levou a equipe ao ouro olímpico em 2004 e à prata na última Olimpíada, em Pequim.

Mas se tem algo de bom numa derrota é que traz lições melhores que nas vitórias. "Se nós trabalharmos corretamente, se o espírito for esse, nós vamos brigar. A lição e o aprendizado são esses. Lutar por medalha continua sendo o nosso objetivo", afirmou Bernardinho.

Seu compromisso agora é não deixar a seleção repetir a falta de motivação do jogo contra Cuba na Olimpíada. E Bernardinho conversa diariamente com os jogadores para que o tropeço na Bulgária não abale o moral do grupo. "É claro que não estamos acostumados a perder e isso gera uma tristeza. Mas agora temos três semanas para trabalhar e não posso deixar que nossa confiança fique abalada."

O líbero Serginho garantiu que as derrotas já ficaram para trás. "Isso já é coisa do passado. Se ficarmos pensando nas derrotas, não vamos andar para a frente. Isso faz parte do esporte, claro que doeu, mas agora é aumentar a dedicação nos treinos que estamos prestes a jogar mais uma olimpíada e essa é a prioridade da temporada", disse.

A seleção masculina embarca para Londres no dia 22 de julho. Até o início da próxima semana, Bernardinho fará corte de três atletas. O time estreia na Olimpíada no dia 29 diante da Tunísia.

Londres 2012 no Terra

O Terra, maior empresa de internet da América Latina, transmitirá ao vivo e em alta definição (HD) todas as modalidades dos Jogos Olímpicos de Londres, que serão realizados entre os dias 27 de julho e 12 de agosto de 2012. Com reportagens especiais e acompanhamento do dia a dia dos atletas, a cobertura contará com textos, vídeos, fotos, debates, participação do internauta e repercussão nas redes sociais.

"Faltou espírito. E não vou apontar A, B ou C. O principal responsável fui eu", disse o técnico da seleção
"Faltou espírito. E não vou apontar A, B ou C. O principal responsável fui eu", disse o técnico da seleção
Foto: FIVB / Divulgação
Fonte: Terra
publicidade