0

Dida prestigia Seleção de vôlei e diz que prioriza propostas da Europa

25 set 2010
12h23

Celso Paiva
Direto de Verona

Sem jogar desde antes da Copa do Mundo, o goleiro Dida saiu de sua casa em Milão, a 150 km de Verona, para prestigiar a estreia da Seleção Brasileira de vôlei no Mundial Masculino, neste sábado, contra a Tunísia.

O arqueiro, que encerrou o seu contrato com o Milan no final da última temporada europeia, comentou sobre o seu futuro. Dida negou qualquer tipo de proposta do Fluminense e disse que pretende permanecer no futebol europeu. "Estou dando prioridade para os clubes daqui. Estou analisando algumas propostas, mas a prioridade é permanecer na Europa", afirmou o goleiro de 36 anos.

Fã do vôlei brasileiro, Dida disse que dentro do grupo brasileiro tem como amigo o ponteiro Dante e afirmou que a Seleção de Bernardinho sempre serviu de inspiração para os atletas de outros esportes. "O Felipão, na época da Copa de 2002, sempre falava da equipe do Bernardinho que ganhava tudo e que servia como motivação".

Com uma estatura alta, o goleiro disse que já se arriscou no vôlei durante a sua infância, quando brincava com o irmão em Alagoas. Confiante no bom desempenho verde e amarelo na busca pelo tricampeonato mundial, Dida arriscou até um placar para o duelo contra os tunisianos. "Acho que vai ganhar de 3 sets a 0".

Dida encerrou o seu contrato com o Milan no final da última temporada europeia
Dida encerrou o seu contrato com o Milan no final da última temporada europeia
Foto: Celso Paiva / Terra
Fonte: Terra

compartilhe

publicidade
publicidade