1 evento ao vivo

Estrelas da Seleção viajam de econômica e reclamam: "sardinha enlatada"

15 set 2013
10h34
atualizado em 16/9/2013 às 00h06
  • separator
  • comentários

Atuais campeãs olímpicas e, recentemente, campeãs do Grand Prix, algumas das principais estrelas da Seleção feminina de vôlei aproveitaram suas contas no Instagram para fazer duras críticas contra a Confederação Brasileira de Vôlei (CBV). Por conta do título olímpico conquistado em Londres, no ano passado, ficou acordado com a CBV que a equipe teria direito a viajar de primeira classe nas viagens internacionais que fizesse.

Sheilla e Fabiana fizeram duras críticas à CBV após terem de viajar de classe econômica para o Peru
Sheilla e Fabiana fizeram duras críticas à CBV após terem de viajar de classe econômica para o Peru
Foto: Instagram / Reprodução

O acordo, porém, não foi cumprido na viagem de mais de cinco horas que as atletas fazem rumo a Ica, no Peru, para disputa do Campeonato Sul-Americano. Sem espaço para esticarem as pernas na classe econômica do avião, a oposto Sheilla e as meio de rede Fabiana e Thaisa foram às mídias sociais para criticar a atitude da confederação. 

"Ficamos sabendo quinta feira que iríamos viajar na classe econômica, mesmo reivindicando com a CBV nada foi feito. Absurdo, pq foi um direito conquistado após o primeiro ouro olímpico. Olha a condição que estamos viajando! A CBV ignorou nossos argumentos... Por favor compartilhem, curtam, retwittem!!! #istoévolei", afirmou Sheilla, colocando uma foto em que ela e Fabiana mostram o aperto que passam na viagem. 

Em seguida, a capitã Fabiana replicou a foto fazendo crítica parecida a da companheira. A meio de rede Thaisa, porém, foi mais além e se comparou a uma "sardinha enlatada" dentro do avião com destino ao Peru. 

<p>Thaisa fez críticas mais duras e se comparou a uma "sardinha enlatada" nas reclamações feitas à CBV</p>
Thaisa fez críticas mais duras e se comparou a uma "sardinha enlatada" nas reclamações feitas à CBV
Foto: Instagram / Reprodução

"Ficamos sabendo quinta feira que iríamos viajar na classe econômica, mesmo reivindicando com a CBV nada foi feito. Absurdo, pq foi um direito conquistado após o primeiro ouro olímpico. Olha a condição que estamos viajando! A CBV ignorou nossos argumentos... #istoévolei. 5h30m de voo parecendo uma sardinha enlatada, com 1,96cm de altura, só pedindo a Deus e ao fisioterapeuta p "salvar" meus joelhos!!!! #istoevolei", disse Thaisa no Instagram. 

A CBV discordou sobre o acordo relatado pelas atletas, em nota oficial: 

"A Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) esclarece que o acordo que concede às atletas campeãs olímpicas e mundiais o direito de viajarem em classe executiva se aplica somente a voos intercontinentais. Em outras ocasiões, este benefício foi oferecido em deslocamentos da Seleção Brasileira dentro da América do Sul, mas em caráter excepcional. A CBV se coloca à disposição das atletas para debater uma eventual revisão deste acordo, a fim de oferecê-las as melhores condições possíveis enquanto estiverem a serviço da Seleção Brasileira", informou a entidade. 

A Seleção Brasileira estreará no Sul-Americano na próxima quarta-feira, diante do Chile. A conquista do torneio é importante para garantir uma vaga no Mundial, que será disputado em 2014.

Fonte: Terra
  • separator
  • comentários
publicidade