0

Família de Ingrid Visser cria site para receber pistas sobre seu paradeiro

21 mai 2013
12h40

A família da ex-jogadora de vôlei Ingrid Visser criou um site e fez apelos nesta terça-feira via Facebook e Twitter para receber pistas do paradeiro da esportista e de seu namorado, Lodewijk Severin, que foram vistos pela última vez em Múrcia, na Espanha, seis dias atrás.

Na página, parentes da ex-atleta da seleção holandesa e do Minas Tênis Clube pedem que as pessoas que tiverem informações sobre o casal entrem em contato com as autoridades da Espanha, ou com os familiares, através do próprio site.

Ingrid Visser e Lodewijk Severin foram vistos pela última vez na cidade espanhola de Múrcia, para onde viajaram de férias e para tratar um assunto médico, informou Roberto Van Der Hoeven, amigo da família.

Visser, de 36 anos, e Severin, de 57, estavam hospedados em um hotel ao qual não retornaram para dormir na segunda, como também não foram a uma consulta marcada no dia seguinte com um médico local. O carro alugado na chegada ao aeroporto de Alicante também não foi localizado.

Segundo a polícia espanhola todas as linhas de investigação seguem abertas. Além disso, foi a polícia holandesa está colaborando com o caso.

Entre as hipóteses abertas estão um acidente de carro até o desaparecimento voluntário, hipótese que é rechaçada pela família.

om mais de 500 jogos no currículo pela seleção de seu país, a qual defendeu inclusive nos Jogos Olímpicos de 1996, em Atlanta (EUA), Ingrid jogou no Brasil pelo Minas Tênis Clube entre 1997 e 1999 e teve passagens por vários clubes de Espanha e Itália.

EFE   

compartilhe

publicidade