1 evento ao vivo

Brasil inicia etapa chinesa do Grand Prix com vitória sobre Cuba

22 jun 2012
10h59
atualizado às 12h04

A Seleção Brasileira de vôlei feminino iniciou a terceira e última etapa antes da fase final do Grand Prix com vitória sobre as históricas rivais de Cuba. Em jogo equilibrado, o Brasil conseguiu impôr forte ritmo somente no último set e fechou em 3 a 2, com parciais de 29/31, 25/18, 25/19, 24/26 e 15/8 e se recuperou na competição.

»Escolha quem é a mais bela jogadora do Grand Prix de vôlei

O principal destaque da Seleção Brasileira foi a ponteira Jaqueline que, apesar das dores do joelho na véspera da partida, entrou em quadra e comandou a vitória do Brasil com 16 pontos. Sheilla e Fabiana também foram peças importantes na vitória. Já pelo lado cubano, mesmo com os 18 pontos, Palacios não evitou a derrota.

Com o resultado, o Brasil chega a 13 pontos no torneio, ultrapassa a Alemanha e ocupa a sexta colocação, última que dará vaga à fase final do Gran Prix. Já a seleção cubana vai a 15 pontos e continua na quinta colocação. A Seleção Brasileira está no Grupo K da etapa chinesa do Grand Prix, ao lado de Cuba, Porto Rico e das anfitriãs.

O time do técnico José Roberto Guimarães volta a entrar em quadra no segundo jogo da terceira e última etapa antes da fase final da 20ª edição do Grand Prix diante da seleção de Porto Rico, às 8h30 (de Brasília). As próximas adversárias ocupam apenas a 12ª posição com cinco pontos conquistados. O jogo será realizado na cidade de Luohe, na China.

O jogo

O Brasil entrou em quadra com Fabiana, Thaísa, Jaqueline, Sheilla, Fernanda e Fabiola. Já a seleção de Cuba foi escalada com Salas, Santos, Palacios, Cleger, Giel e Silva. Depois de perder a invencibilidade diante dos EUA, na etapa brasileira do Gand Prix, as comandadas de Roberto Guimarães precisavam da vitória par avançar à fase seguinte.

O primeiro set começou bastante equilibrado, com as duas equipes trocando pontos e acertando muitos ataques. Do lado brasileiro, a ponteira Jaqueline era quem ditava o bom ritmo do ataque. Com cinco pontos na primeira parte da partida, a jogadora ajudou o Brasil a abrir 14/11, mas viu as cubanas se recuperarem e igualarem o placar.

A partida seguiu com muitas trocas de pontos. Com a cubana Palacios inspirada, o Brasil não conseguia abrir vantagem e desperdiçou três chances de fechar o primeiro set. Em final tenso, a Seleção Brasileira vacilou e viu as adversárias virarem o placar e fechar o set em 31/29.

Precisando do resultado, o Brasil entrou mais concentrado na partida e iniciou o segundo set errando menos. Sheilla e Fernanda entraram no jogo e começaram a dar mais ritmo à Seleção. Os primeiros dez pontos foram de muito equilíbrio, mas as comandadas de Guimarães conseguiram abrir três pontos em 15/12. Depois disso o Brasil se impôs no jogo, aumentou a vantagem e fechou o segundo set em 25/18.

A Seleção pareceu ter encontrado a fórmula para anular o jogo das cubanas no segundo set e começaram a terceira etapa do jogo logo abrindo vantagem de três pontos. Concentradas, as brasileiras exploravam os ataques de Sheilla e Jaqueline. Bem marcada, Palacios, principal arma cubana no jogo, errou muito no terceiro set e. Com facilidade o Brasil abriu 14/9 e só administrou a vantagem até a final da etapa para fechar em 25/19 e virar o jogo.

Precisando dos três pontos para ultrapassar as adversárias, o Brasil continuou ditando o ritmo do jogo. Sacando muito bem e definindo seus ataques, a Seleção logo abriu 10/7 e pressionou ainda mais as cubanas. Apesar da vantagem, as cubanas não desistiram e partiram para o ataque. O jogo equilibrou e a partida ficou igual no final. Palacios e Cleger assumiram o controle do jogo e Cuba fechou o quarto set em 26/24 empatandoo o jogo.

No tie-break, o Brasil começou arrasador e logo abriu vantagem de 3/0. Sem dar chances para as adversárias, a equipe só aumentou o volume de jogo e chegou a abrir 10/2. Depois de abrir 13/5, a Seleção viu Cuba começar a se recuperar e vencer três pontos seguidos. Mas a recuperação não foi o bastante e o Brasil fechou o último set em 15/8 e o jogo em 3 a 2.

Time do técnico José Roberto Guimarães teve dificuldades, mas venceu o jogo por 3 sets a 2
Time do técnico José Roberto Guimarães teve dificuldades, mas venceu o jogo por 3 sets a 2
Foto: FIVB / Divulgação
Fonte: Terra
publicidade