0

Com 14 pontos, Jaqueline supera dever de passar e vê Brasil "crescente"

17 jun 2012
09h32
atualizado em 18/6/2012 às 09h36
Emanuel Colombari
Direto de Bernardo do Campo

A ponteira Jaqueline foi um dos destaques do Brasil na vitória por 3 sets a 2 sobre a Itália neste sábado, em São Bernardo do Campo (SP), pelo Grupo E do Grand Prix 2012. Com 14 pontos na partida, ela foi superada na estatística da Seleção Brasileira por apenas duas companheiras: Sheilla, com 19, e Thaísa, com 15. Sem pontuar ao longo de todo o quarto set, ela não se impressionou com os números e lembrou: está ali para servir às colegas.

» Escolha a atleta mais bela dos Jogos Olímpicos de Londres 2012
» Brigas e dramas: relembre grandes momentos olímpicos
» Saiba todos os detalhes dos atletas brasileiros que estarão em Londres

"Eu não pontuo, mas eu estou ali para passar, para defender. Tenho outras funções além de atacar. Acho que temos grandes atacantes para ter esse dever de fazer o ponto. Eu estou com a Fabizinha, com a responsabilidade mais de entrar a bola. Não é toda hora que a gente vai estar bem, mas vai ter uma outra que vai suprir essa falta dessa jogadora", disse a camisa 8 da Seleção Brasileira.

A vitória sobre as italianas foi a quarta do Brasil por 3 sets a 2 em cinco jogos. Repetindo o placar apertado contra Itália (duas vezes), Sérvia e Polônia, o Brasil só conseguiu somar três pontos por uma vitória mais elástica na sexta-feira, quando fez 3 sets a 1 contra a Alemanha. Assim, mesmo invicta, somou 11 pontos, contra 15 dos Estados Unidos, que lideram o Grand Prix e contra quem o Brasil jogará neste domingo.

Para Jaqueline, o fato de José Roberto Guimarães ter poupado atletas nos primeiros três jogos da última semana acabou pesando no desempenho até aqui. No entanto, apesar de ter o foco na Olimpíada de 2012, em Londres, a Seleção Brasileira ainda tem pontos a evoluir nos próximos jogos do Grand Prix.

"A gente não jogou a primeira fase do Grand Prix, mas está se adaptando agora. Todo mundo que entrou, entrou muito bem. A equipe está em uma crescente, tem muitos jogos ainda. Acho que a gente tem muito que mostrar ainda. Vamos fazer nosso trabalho a cada dia, porque é um campeonato difícil e a gente está se preparando para a Olimpíada", disse Jaqueline, que foi além.

"A gente perdeu um ponto (na vitória sobre a Itália), isso é importante na classificação geral. Mas a gente vai continuar nosso trabalho. Estou muito positiva, quero estar bem para amanhã (domingo, contra os EUA), quero estar melhor no passe para ajudar mais a equipe, ajudar as jogadoras que estão ali - porque acho que a importância é isso: a cada dia, buscar seu melhor", completou.

Ponteira vê Brasil com "muito que mostrar" no Grand Prix e na Olimpíada, mesmo diante de irregularidade
Ponteira vê Brasil com "muito que mostrar" no Grand Prix e na Olimpíada, mesmo diante de irregularidade
Foto: Léo Pinheiro / Terra
Fonte: Terra

compartilhe

publicidade