0

Zé Roberto admite início ruim e alerta contra desconcentração em Olimpíada

15 jun 2012
23h50
atualizado às 23h52
Emanuel Colombari
Direto de São Bernardo do Campo

Não foi a estreia que o Brasil esperava, mas a vitória por 3 sets a 1 sobre a Alemanha nesta sexta-feira deu tranquilidade para que o técnico José Roberto Guimarães pudesse observar a sequência do Grand Prix. Depois de poupar boa parte das atletas nas vitórias da primeira semana, na Polônia, o treinador contou com a volta de sua base principal, com a qual trabalha tendo em vista a Olimpíada de Londres 2012.

"Sabíamos que teríamos trabalho esta noite. É a primeira semana de um grupo, sabíamos que isso ia acontecer", explicou Zé Roberto após a partida, em entrevista, lamentando o desempenho do bloqueio no jogo - foram 11 pontos no fundamento. "Achei que foi um handicap muito baixo", completou, reprovando o desempenho da Seleção feminina.

No primeiro duelo pelo Grupo E, em São Bernardo do Campo (SP), o Brasil demonstrou ansiedade ao entrar em quadra, e foi presa fácil da Alemanha no primeiro set: 25/18. Superados os erros, as titulares brasileiras se mostraram mais confiantes e dominaram a partida, vencendo as parciais seguintes por 25/14, 25/18 e 26/24.

Para o técnico, passado o primeiro set, o Brasil se encontrou em quadra, e contou com o fator casa para desequilibrar quando necessário. "Jogar no Brasil sempre pesa, especialmente em um set disputado como o quarto", disse o treinador, reconhecendo que a falta de concentração pode pesar em um projeto maior que o Grand Prix - no caso, a Olimpíada. "Um set como aquele pode comprometer o jogo", completou.

Zé Roberto Guimarães não gostou do desempenho do bloqueio brasileiro nesta sexta
Zé Roberto Guimarães não gostou do desempenho do bloqueio brasileiro nesta sexta
Foto: Léo Pinheiro / Terra
Fonte: Terra

compartilhe

publicidade