1 evento ao vivo

Invicto, Brasil bate Peru e conquista Sul-Americano pela 11ª vez seguida

3 out 2015
23h12
  • separator
  • 0
  • comentários

A Seleção Brasileira feminina de vôlei alcançou mais um feito histórico na noite deste sábado. Em Cartagena, na Colômbia, as comandadas de José Roberto Guimarães superaram o Peru por 3 sets a 0, com parciais de 25/17, 25/21 e 25/13, e conquistaram o Sul-Americano pela 11ª vez consecutiva. O título também fica marcado pelo fato de a equipe verde-amarela não ter perdido nenhum set durante o torneio.

Além do undecacampeonato atual, entre as edições de 1995 e 2015, as representantes do Brasil nas quadras continentais já haviam faturado o título por outras oito vezes (1951, 1956, 1958, 1961, 1962, 1969, 1981 e 1991). Assim, em trinta finais que disputou, a Seleção ficou com o ouro 19 vezes, no total.

Na final deste sábado, o Brasil entrou em ritmo forte e, com Natalia Zilio inspirada no ataque e Gabi Guimarães sacando bem, venceu o primeiro set com relativa tranquilidade. A segunda parcial começou mais equilibrada, e as peruanas chegaram a tomar a frente no placar por 8 a 7, mas o time canarinho reagiu e, com pontos importantes de Dani Lins na reta final, fechou o segundo set em 25 a 21.

A terceira parcial teve início semelhante ao da primeira, com domínio verde-amarelo, principalmente através da eficácia de Juciely no bloqueio. O Brasil manteve a seriedade e construiu boa vantagem no placar, que levou até o final para conquistar o título com sonoros 25 a 13.

Antes de superar as peruanas na final, a Seleção Brasileira venceu Argentina, Chile e Uruguai na primeira fase, além da Colômbia na semifinal. Todas as vitórias da campanha do undecacampeonato foram por 3 sets a 0.

Colômbia fica com o bronze

Mais cedo, na disputa de terceiro lugar, a Colômbia superou a Argentina por 3 sets a 2 (parciais: 25/21, 26/24, 19/25, 23/25 e 15/6). Assim, as anfitriãs repetiram seu melhor desempenho na competição, igualando a campanha de 1991, quando o Brasil também foi campeão, e faturaram sua segunda medalha de bronze.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade