7 eventos ao vivo

Maria Clara/Carol e Pedro Solberg/Bruno Schmidt são campeões no Rio

20 out 2013
16h13

As finais da etapa do Rio de Janeiro do Circuito Banco do Brasil Open foram marcadas pela festa em família. Do lado de fora da quadra, a ex-jogadora Isabel viu seus três filhos conquistarem a medalha de ouro dentro de casa. Na disputa feminina, Maria Clara e Carol se sagraram campeãs, enquanto Pedro Solberg, ao lado de Bruno Schmidt, também subiu ao lugar mais alto do pódio na competição masculina.

Depois de se aproximarem do ouro no Rio de Janeiro em outras duas ocasiões, Maria Clara e Carol conquistaram o título inédito ao vencerem Talita e Taiana em dois sets, com parciais de 21/19 e 21/10.

"Estou feliz demais, é muito especial vencer no Rio. Já tínhamos batido na trave duas vezes e não poderíamos deixar escapar de novo. Queria aproveitar para parabenizar a Talita e a Taiana, que vivem um momento incrível, e também a torcida. Se não fosse ela, teria sido muito mais difícil, com certeza. Foi o nosso combustível" comentou Carol, que foi eleita a melhor jogadora da final.

Filha mais velha de Isabel, Maria Clara também comemorou muito o título, ainda mais pelo cansaço das duas atletas, que travaram uma grande batalha na semifinal para eliminarem Ágatha e Bárbara Seixas, por 21/15 e 36/34.

"Fui dormir praticamente às 3h30 da manhã. E ainda teve o horário de verão. Estávamos bem desgastadas, mas não podíamos deixar esse cansaço nos vencer. Além da nossa concentração, o que nos alimentou foi a força da torcida, essa energia que vinha do lado de fora. Jogar no Rio é maravilhoso, indescritível. Felicidade é pouco para dizer como me sinto", declarou Maria Clara.

Vendo as duas filhas no lugar mais alto do pódio, Isabel celebrou mais um grande resultado da dupla e valorizou ainda mais a conquista por ser no Rio de Janeiro .

"Ganhar é sempre muito bom. No Rio, então... Claro que tem um sabor especial. Nosso laço com a cidade é muito forte. Elas cresceram nas praias do Rio, o berço do vôlei de praia brasileiro. No início, carregaram aquele peso extra, desnecessário, de serem apontadas como ‘as filhas da Isabel’. Mas faz parte do jogo. Estão aí há algum tempo mostrando que têm qualidade. E, nessa final, venceram um timaço, o que valoriza ainda mais esse título", afirmou a ex-jogadora.

O terceiro lugar da competição ficou com Ágatha e Bárbara Seixas, que bateram Lili e Rebecca, por 21/14 e 21/18.

Bruno Schmidt e Pedro Solberg mantêm invencibilidade sobre Alison e Emanuel

Em um duelo entre quatro dos principais jogadores do Brasil, Bruno Schimidt e Pedro Solberg, atuais campeões brasileiros, levaram a melhor e aumentaram a invencibilidade para seis vitórias e nenhuma derrota sobre Alison e Emanuel, medalhistas de prata nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012.

A final masculina também foi decidida em dois sets e terminou com o placar final de 21/19 e 21/14. Pedro, outro filho de Isabel que terminou a competição com o ouro, falou do bom momento da dupla e fez questão de citar o bom resultado da família.

"A gente vem de uma batida forte desde o ano passado. Mas era entrar para ganhar, com muita superação, como aconteceu em São Paulo. E ainda foi um momento diferente pra mim, que pude vencer em família dentro da minha casa. É uma felicidade dupla. Fico até mais feliz pelas minhas irmãs, que já buscavam esse título há algum tempo", afirmou Pedro, tricampeão no Rio de Janeiro.

Na disputa pelo terceiro lugar, Moisés e Gilmário levaram a melhor sobre Ricardo e Márcio e venceram por 2 a 0, com um duplo 21/16.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade