5 eventos ao vivo

Osasco está perto de mais uma final de Mundial de Clubes

17 out 2012
21h33
atualizado em 22/10/2012 às 19h01

Ser primeiro colocado ajuda num torneio importante, principalmente se for num Mundial de Clubes. Na semifinal da competição, o Sollys/Nestlé vai encarar o Lancheras, de Porto Rico. Na outra parte da chave, um duelo emocionante: Fenerbahce e Rabita Baku, campeões em 2010 e 2011, respectivamente. Todavia, nem sempre pegar o time mais fácil é uma boa, como alerta a levantadora Fabíola.

"Semifinal é sempre um jogo perigoso. Nós jogamos contra elas pela Seleção Brasileira e, por isso, conhecemos algumas jogadoras. Tivemos a oportunidade de assistir o vídeo e estudar o time delas. É uma semifinal e tanto a nossa equipe quanto a delas deseja avançar para a decisão. É um jogo que temos que ter muito cuidado, jogando concentradas e com determinação para não tornarmos a partida mais difícil do que já estamos esperando. Semifinal é um novo campeonato e para chegarmos à final precisamos vencer esse jogo. Para isso, será importante ter concentração o tempo todo e não podemos deixar o adversário crescer na partida", disse a jogadora.

O Sollys chegou para este Mundial com 12 jogos de invencibilidade no Paulista. No entanto, o time não perde a 33 partidas. A última derrota foi em 28 de janeiro para o Unilever, ainda no primeiro turno da Superliga. 2011/2012.

Após estrear com uma vitória fácil sobre o Bohai Bank, da China, o Sollys/Osasco teve um pouco mais de trabalho na manhã desta segunda-feira em Doha, no Catar. Jogando contra o atual campeão mundial, o Rabita Baku, do Azerbaijão, a equipe brasileira venceu por 3 sets a 1, parciais de 22/25, 25/20, 25/19 e 25/19, em partida válida pela segunda rodada do Campeonato Mundial de Clubes.
Após estrear com uma vitória fácil sobre o Bohai Bank, da China, o Sollys/Osasco teve um pouco mais de trabalho na manhã desta segunda-feira em Doha, no Catar. Jogando contra o atual campeão mundial, o Rabita Baku, do Azerbaijão, a equipe brasileira venceu por 3 sets a 1, parciais de 22/25, 25/20, 25/19 e 25/19, em partida válida pela segunda rodada do Campeonato Mundial de Clubes.
Foto: FIVB / Divulgação
Fonte: Lancepress!
publicidade