4 eventos ao vivo

Pacheco alerta contra ilusão diante de estreante na final

28 abr 2010
18h07
atualizado às 19h47

Três vezes campeã da Superliga masculina de vôlei, a Cimed não se considera favorita para a edição 2009/2010 da disputa, programada para a manhã de sábado, contra o Montes Claros/Bonsucesso. O time do norte de Minas Gerais surpreendeu ao chegar à decisão nacional em seu primeiro ano de existência.

Técnico da Cimed alerta sobre perigo do Montes Claros
Técnico da Cimed alerta sobre perigo do Montes Claros
Foto: Alexandre Arruda/CBV / Divulgação

"Não podemos entrar nessa armadilha", comentou o técnico Marcos Pacheco, lembrando que a Cimed também chegou e venceu o torneio nacional em sua temporada de estreia. "Nós enfrentamos no primeiro ano uma equipe tradicional como o Minas e vencemos dentro do Mineirinho. O Montes Claros é uma equipe forte, e que tem um excelente grupo e um técnico competente", elogiou.

O destaque do time de Montes Claros está na posição de oposto: com um saque potente e bastante eficiência no ataque, Fabrício Dias, o Lorena, já é o maior de uma edição da Superliga. Somente em 2009/2010, ele já marcou 684 pontos - na Cimed, o maior pontuador, Thiago Alves, possui 435.

"Não podemos pensar apenas em parar o Lorena porque Montes Claros é um time que tem outros ótimos jogadores, como Ezinho, Rodriguinho e bons centrais. É um time completo e muito equilibrado que está fazendo um grande trabalho e temos que entrar concentrados e prontos para um jogo duro, difícil", avaliou Pacheco.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade