0

"Reforço", Natália sonha com estreia pela Unilever/Rio de Janeiro

25 set 2012
08h00
atualizado às 09h12

A ponteira Natália foi contratada no ano passado pela Unilever, mas é tratada como reforço para a temporada 2012/2013 da Superliga feminina. Por conta de cirurgias para a retirada de um tumor benigno na canela esquerda, ela não pôde atuar pela equipe e agora conta os dias para, finalmente, defender o time comandado por Bernardinho.

Sempre descontraída, Natália deve estrear pela Unilever/Rio de Janeiro na fase final do Campeonato Carioca
Sempre descontraída, Natália deve estrear pela Unilever/Rio de Janeiro na fase final do Campeonato Carioca
Foto: Mauro Pimentel / Terra

Mesmo ainda sem condições de jogar normalmente, ela foi mantida no grupo da Seleção Brasileira e disputou os Jogos Olímpicos de Londres 2012. Entrou em quadra para jogar poucos pontos, mas voltou para casa com a medalha de ouro conquistada na capital inglesa e praticamente recuperada para a nova temporada.

"Não vejo a hora de efetivamente vestir a camisa da Unilever e poder entrar em quadra. Eu brinco com as meninas que se fosse para escolher um sonho para ser realizado, iria querer um jogo sem dor, nem nada. E isso está perto de se realizar", disse a ponteira na apresentação da equipe carioca.

Com a proximidade do retorno às quadras após quase um ano sem jogar, Natália esbanja bom humor e está até mais magra do que antes. Durante o evento promovido pela Unilever nesta segunda-feira, ela mostrou confiança e se destacou das demais atletas. Em vez de caminhar até sua posição no palco quando foi chamada, a ponteira avançou os primeiros metros do caminho com o passo de dança moonwalk, popularizado por Michael Jackson.

Já no final da cerimônia de apresentação, atendeu a pedidos de suas companheiras de equipe e repetiu os passos nas quadra da Escola de Educação Física do Exército, na Urca. "O pessoal perguntava se eu estava com pressa de me recuperar antes da Olimpíada, mas o que estava em jogo ali era a minha carreira. A gente não teve pressa. Tinha a chance de eu de repente não voltar, mas deu tudo certo e posso voltar a jogar tranquila", explicou.

Logo em seu retorno às quadras, Natália deve ser um dos destaques da Unilever, candidata mais uma vez a disputar o título da Superliga. Com as saídas de Sheilla e Mari do time, ela se torna a principal atacante da equipe, já que os reforços internacionais Logan Tom e Sarah Pavan não devem ser protagonistas no início do trabalho.

A nova estreia de Natália está programada para a fase final do Campeonato Carioca, na primeira semana de outubro. Após o primeiro teste, os treinos se intensificam para chegar em boa forma em novembro, quando começa a Superliga, principal competição do ano.

"Espero que, quando eu voltar, continue a ser a Natália que era antes, ou até mesmo melhor. Tem muita coisa para crescer, mas a gente amadurece em muitos aspectos, começa a dar mais valor à saúde, à carreira. Estarei mais evoluída", finalizou.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade