1 evento ao vivo

Sada/Cruzeiro vacila, perde para tricampeões, mas avança à semi

16 out 2012
11h25
atualizado em 22/10/2012 às 19h05

Após garantir vaga nas semifinais com uma rodada de antecedência, o Sada/Cruzeiro travou uma verdadeira batalha contra o atual tricampeão mundial: o Trentino, da Itália. Em partida válida pela terceira rodada do Mundial de Clubes, a equipe brasileira teve dois match points, mas acabou derrotada por 3 sets 2, parciais de 23/25, 26/24, 24/26, 25/19 e 19/21, nesta terça-feira, em Doha, no Catar.

O resultado garantiu o Sada/Cruzeiro na segunda colocação do grupo A, com sete pontos. Foi a primeira derrota da equipe mineira na competição. Na estreia, o atual campeão da Superliga passou com tranquilidade pelo Tigres, do México, por 3 sets a 0, e na sequência derrotou o anfitrião Al-Rayyan, do brasileiro Rodrigão, por 3 sets a 1.

O primeiro set começou melhor para a equipe italiana, que abriu quatro pontos e chegou em vantagem ao tempo técnico: 8 a 4. Com dois aces do oposto Wallace, a diferença caiu para apenas um ponto (8 a 7). No entanto, o saque forçado do Trentino fez a diferença e colocou o time adversário bem à frente do placar: 19 a 14. O Sada/Cruzeiro ainda esboçou uma reação, mas os atuais tricampeões mundiais fecharam em 25 a 23.

Diferente da primeira, a segunda parcial foi marcada pelo equilíbrio, com ambas as equipes se revezando na liderança do placar, mas foi o Trentino que chegou na liderança no segundo tempo técnico: 16 a 15. O time italiano se manteve à frente até os 23 pontos, quando o Sada/Cruzeiro virou a parcial e fechou em 26 a 24, deixando tudo igual na partida.

No set seguinte, a partida se manteve equilibrada até o primeiro tempo técnico, quando o Trentino abriu três pontos de vantagem: 11 a 8. Mas com um bloqueio de Wallace e um ace de Filipe, o placar já estava empatado (11 a 11). Os times travaram um verdadeiro duelo pela liderança, porém os campeões sul-americanos foram superiores na reta final, abrindo 24 a 22. Foi quando os "italianos" aproveitaram para reagir, salvar dois sets points e fechar em 26 a 24.

O quarto set começou com total domínio brasileiro. Com 5 a 0, o Sada/Cruzeiro obrigou o técnico rival a pedir seu primeiro tempo logo no início. A ação não surtiu efeito, e o time brasileiro voltou ainda melhor. Administrando a larga vantagem que tinha no segundo tempo técnico (16 a 7), os comandados de Marcelo Mendez fizeram 25 a 19 e deixaram tudo igual na partida.

No quinto e decisivo set, nenhuma equipe conseguiu abrir mais de dois pontos de vantagem. Na reta final, o Sada/Cruzeiro chegou a ter dois match points, mas novamente permitiu uma reação do Trentino, que fechou em 21 a 19 - com um bloqueio para cima do oposto Wallace - e terminou em primeiro do grupo.

O Sada/Cruzeiro busca o primeiro título brasileiro na história da competição. O melhor resultado do País foi o vice-campeonato do Banespa, em 1990 e 1991. Na última edição, em 2011, o Sesi/SP acabou na quarta colocação.

Equipe teve dois match points, mas não resistiu ao Trentino e perdeu pela primeira vez na competição
Equipe teve dois match points, mas não resistiu ao Trentino e perdeu pela primeira vez na competição
Foto: FIVB / Divulgação
Fonte: Terra

compartilhe

publicidade
publicidade