Vôlei

publicidade
23 de novembro de 2012 • 23h15

Sollys/Nestlé estreia com derrota para Vôlei Amil; Unilever vence

Jogando em casa, no ginásio José Liberatti, em Osasco (SP), o atual campeão Sollys/Nestlé não teve motivos para sorrir em sua partida de estreia na Superliga feminina, contra o Vôlei Amil, de Campinas (SP), e perdeu os 100% de aproveitamento na temporada, ao ser superado pelo rival do interior paulista por 3 sets a 1, com parciais de 24/26, 25/11, 14/25 e 18/25.

No primeiro set, o Vôlei Amil, do técnico José Roberto Guimarães, surpreendeu as donas da casa e fechou a parcial com 26/24, se aproveitando do bloqueio e dos pontos da oposto cubana Daymi, que anotou cinco no set.

Mais ligadas na partida, as comandadas do técnico Luizomar de Moura reagiram no segundo set e atropelaram a equipe campineira, ganhando por 25/11. O Sollys/Nestlé contou com os erros do adversário e os pontos de bloqueios, que começam a encaixar e facilitaram a vida da equipe da Grande São Paulo.

No terceiro set, o Sollys/Nestlé voltou a deixar o time visitante se sentir mais confortável na partida e o Vôlei Amil conseguiu fazer 2 a 1 no jogo, vencendo a parcial com 25/14.

Bem abaixo do desempenho mostrado no restante do ano, o Sollys/Nestlé continuou jogando pior do que o Vôlei Amil no quarto set e, assim, não conseguiu evitar a vitórias das representantes de Campinas, que fizeram 25/18 na parcial e confirmaram os primeiros três pontos na Superliga feminina.

Na próxima terça-feira, às 19h30, o Sollys/Nestlé tem outro jogo em casa e tenta a reabilitação contra o São Bernardo Vôlei. Já o Vôlei Amil enfrenta a Unilever, às 19h.

Se o time de Osasco não teve uma noite agradável, a Unilever não pode dizer o mesmo. Atuando no ginásio do Tijuca Tênis Clube, no Rio de Janeiro, o time carioca não deu chances para o São Cristovão Saúde/São Caetano, e aplicaram 3 sets a 0 na equipe paulista, fechando o jogo com parciais de 25/13, 25/20 e 25/18.

Um dos pontos de destaque da partida foi o retorno da ponteira Natália, da Unilever, que se recuperava de duas cirurgias na canela. A campeã olímpica estava muito feliz com a volta às quadras. "Foi muito bom para uma estreia. Temos muito o que melhorar ainda. Essa partida foi especial pra mim, depois de um ano e três meses parada. Estava muito ansiosa, mas consegui suportar. Pelo tempo que eu fiquei parada, foi uma ótima estreia", disse.

No jogo, a oposto canadense Sarah Pavan, da Unilever, eleita a melhor jogadora da partida, também foi quem mais anotou pontos, com 15. Do lado do time de São Caetano, Aline Silva foi a atleta de maior destaque, com sete pontos.

O técnico Bernardinho, da Unilever, gostou bastante da atuação de suas comandadas, mas já está com a cabeça na próxima partida, diante do Vôlei Amil. "O jogo fluiu bem. O time cometeu erros normais, pela ansiedade de uma estreia. Consegui revezar as opostas e fazer algumas substituições", disse. "Destaco a atuação da Sarah Pavan, que jogou muito bem, e da Fofão, que é muito experiente. Já temos um jogo muito forte na próxima terça. Agora temos que trabalhar visando esse confronto", finalizou Bernandinho.

Hairton Cabral, comandante do São Caetano, comentou a difícil estreia de sua equipe e fez questão de ressaltar a superioridade da Unilever. "Estrear numa competição é sempre difícil, ainda mais contra a Unilever. O primeiro set foi o único que destoou. Minhas jogadoras entraram muito nervosas e ansiosas. É muito grande a diferença técnica. Vamos brigar contra as equipes intermediárias ao longo do torneio. Esse foi um treino de luxo", comentou Hairton.

Enquanto a Unilever pega o Vôlei Amil na terça-feira, o São Cristovão Saúde/São Caetano duela contra o Usiminas/Minas, no mesmo dia.

Resultados desta sexta-feira na Superliga feminina:

Sollys/Nestlé 1 x 3 Vôlei Amil (parciais de 24/26, , 25/11, 14/25 e 18/25)
Sesi 3 x 1 Pinheiros (parciais de 25/19, 8/25, 25/19 e 25/20)
Unilever 3 x 0 São Cristovão Saúde/São Caetano (parciais de 25/13, 25/20 e 25/18)
Banana Boat/Praia Clube 3 x 1 São Bernardo Vôlei (parciais de 21/25, 25/17, 25/14 e 29/27)

Sábado (24 de novembro):

11h - Usiminas/Minas x Rio do Sul, na Arena Vivo, em Belo Horizonte (MG)

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva