0

Vice-campeão, Wallace se surpreende com prêmio pelo saque

19 out 2012
20h10
atualizado em 22/10/2012 às 18h54

Se ficou com a medalha de prata no Mundial de Clubes de vôlei, Wallace pôde ao menos comemorar o título de melhor saque da competição. O oposto do Sada Cruzeiro terminou o torneio nesta sexta-feira com 91 pontos somados, sendo 75 de ataque, seis de bloqueio e dez de saque.

Jogador fez dez pontos com seu serviço
Jogador fez dez pontos com seu serviço
Foto: Marcelo Pereira / Terra

"Fiquei feliz em receber esse prêmio e um pouco surpreso também já que na competição tivemos bons sacadores. Fico contente que consegui esse prêmio, mas gostaria também de ter saído com o título", disse o atleta.

O título não veio porque o Cruzeiro perdeu para o italiano Trentino por 3 a 0, com parciais de 25/18, 25/15 e 29/27. Apesar da frustração por não ter conseguido vencer o inédito campeonato para o Brasil, Wallace soube ver méritos no feito da equipe mineira.

"Foi uma experiência muito positiva ter jogada um campeonato onde só encontramos os melhores clubes do mundo. Estamos contentes pelo resultados, como eu disse, claro que gostaríamos de ter sido campeões, mas sabemos que não deixamos de lutar em nenhum momento. Jogamos com a raça que sempre entramos em quadra, mas hoje o passe do Trentino foi o diferencial", disse.

Agora, o jogador espera retornar ao Catar, onde tradicionalmente é disputado o Mundial, no ano que vem. Para isso, o Cruzeiro deve repetir o título no Sul-americano em 2013. "Uma cultura totalmente diferente, uma outra visão de muito, uma experiência de vida engrandecedora", finalizou.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

publicidade
publicidade