Proteja-se de vírus e outros ataques!

Ron Dennis pode deixar a presidência da McLaren em breve

15 nov 2016 10h41
Compartilhar
comentários

Sem ter conseguido realizar uma temporada satisfatória na Fórmula 1 em 2016, a McLaren segue passando por um momento administrativo delicado. E Ron Dennis, chefe da escuderia inglesa há 35 anos, pode sofrer as consequências da má gestão, correndo o risco de ser deposto de seu cargo de presidente.

Segundo informa o jornal BBC, acionistas que detém parte dos direitos da equipe irão solicitar a Dennis que abandone a presidência. Sem a intenção de renunciar, o diretor já chegou a recorrer para a Suprema Corte para evitar que sua própria empresa o despeça dessa forma, mas o provável é que não haja outra alternativa a não ser aceitar a decisão. 

publicidade

Dennis possui atualmente 25% das ações da McLaren, enquanto um fundo de investimento do Bahrein, o Mumtalakat, possui 50%. Os 25% restantes  está em mãos de Mansour Ojjeh, antigo amigo e sócio de Ron, que agora age em conjunto com a companhia árabe para o tirá-lo dos cargos executivos.

Caso a renúncia de fato ocorra, consequências deverão se abater sobre a gestão da McLaren, já que Dennis tinha dado pleno poder dentro da escuderia recentemente a Jost Capito, ex-diretor da Volkswagen Motorsport, que compete em rallys, e essa decisão poderia ser revocada também, intensificando a turbulência vivida pela histórica equipe por onde corre Fernando Alonso.

Fique por dentro das principais notícias
Receba notificações
Gazeta Esportiva
Show Player
publicidade