0

Titular no Galo, Gabriel se inspira em craque do Monaco para seguir carreira

22 out 2016
16h47
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O ano foi especial para o zagueiro Gabriel, do Atlético-MG. O jovem da base atleticana foi bastante utilizado pelo técnico Marcelo Oliveira, quando Erazo não estava a disposição, seja por contusão ou convocação. No jogo contra o Figueirense, neste domingo, no Independência, pelo Campeonato Brasileiro, o defensor será novamente escalado na ausência de Leonardo Silva, que está contundido. O zagueiro quer seguir os passos de Jemerson no Galo.

Leia mais: 

Marcelo pede foco no Brasileirão, mas pretende poupar atletas do Galo

Com contrato no fim, Donizete avisa o Atlético-MG: "Vem clube atrás" 

"Pode ser uma possibilidade de ter uma história parecida com a do Jemerson. Fico feliz pelas oportunidades. Quero seguir os passos do Jemerson. Meu pensamento é em conquistar títulos aqui", explicou.

Jemerson ganhou a titularidade no Galo em situação parecida: ele aproveitou a contusão de outro zagueiro, na época Rever, para conseguir a vaga e não sair mais. O exemplo, no entanto, vem da argentina, não somente pelo futebol, mas também pela comparação de altura.

"Eu gosto muito do Otamendi. É do meu estilo de jogo, não é muito alto. Me espelho muito no Leonardo Silva, que é um cara exemplar. Me inspiro no Otamendi no futebol mundial e no Leonardo Silva no futebol nacional", garantiu.

O argentino tem 1,83 de altura, enquanto Gabriel tem 1,81. Em um futebol onde os zagueiros cada vez mais precisam ter porte físico, o atleticano se inspira em Otamendi para seguir com a carreira. Mas ele concorda que tem precisa corrigir alguns problemas.

"Foco na minha deficiência e foco em me preparar nela. Depois dos treinos, fico treinando bola aérea. Os melhores zagueiros não têm tanta altura, como Gamarra, Cannavaro. Treino isso para melhorar cada vez mais.", finalizou.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade