3 eventos ao vivo

Renault revela conceito de carro futurista para F1 e sugere mudanças

19 abr 2017
12h42
  • separator
  • comentários

A Renault apresentou nesta quarta-feira, no Salão de Xangai, na China, o conceito de um carro de Fórmula 1 para 2027. Além do projeto futurista, a montadora francesa também propôs mudanças ao formato da Fórmula 1 para tornar a categoria, sob nova direção, mais atrativa nos próximos anos.

Com um cockpit de 600kg, o conceito do carro da Renault tem um motor que produz 1340bhp. Essa seria uma relação peso/potência jamais vista na Fórmula 1. Ainda que possua um pequeno motor de combustão interno, a máquina francesa também seria alimentada por um grande sistema de bateria quase cinco vezes mais potente do que o atualmente usado na F1.

Seguindo a tendência de tornar a categoria mais segura, a Renault apresentou um modelo fechado de cockpit fechado, onde o piloto não fica exposto a choques externos. A montadora francesa também sugeriu que os pilotos utilizassem capacetes com visor transparente, assim suas reações durante a corrida poderiam ser vistas pelo público.

Our vision for the future of @F1: putting the driver at the very heart of racing. Here's our amazing #RS2027vision concept car. pic.twitter.com/6o7PA5ELDI

— Renault Sport F1 (@RenaultSportF1) April 19, 2017

A forma como o calendário da Fórmula 1 é organizado também foi outra questão abordada pela Renault. A montadora sugeriu a existência de uma corrida de 250 km (155 milhas) com um sprint final após a conclusão da distância imposta. Os fins de semana também poderiam receber a adição de uma corrida de calouros, na sexta-feira, para os pilotos de testes das equipes e as jovens promessas.

"Um dos papéis da Renault Sport Racing é antecipar o futuro da Fórmula 1, então isso ilustra o máximo número de fans em um ambiente consistente com os objetivos do Grupo Renault. Esperamos gerar debates inspirados com a comunidade do automobilismo, fãs e entusiastas através desse conceito que mostra nossas principais ideias e desejos"", disse o diretor da equipe Renault na F1 Cyril Abiteboul durante o evento de apresentação no Salão de Xangai.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade