PUBLICIDADE

Buffon

Meu time

Equipe do Estadão indica seus favoritos e zebras na Liga dos Campeões

Equipe analisa, grupo por grupo, quem pode avançar e quem deve ficar pelo meio do caminho na disputa pela taça mais cobiçada do futebol europeu

18 set 2018
05h12 atualizado às 05h12
0comentários
05h12 atualizado às 05h12
Publicidade

Jornalistas do Estadão fazem suas projeções do que acontecerá em cada um dos oito grupos da Liga dos Campeões. A fase de grupos tem início nesta terça-feira e o atual campeão da competição é o Real Madrid.

Grupo A, por Raphael Ramos: Borussia e Atlético têm vida fácil

Borussia Dortmund e Atlético de Madrid não devem ter muitas dificuldades para avançar de fase. A equipe espanhola, inclusive, está bem cotada na briga pelo título graças ao bom trabalho feito pelo técnico Diego Simeone. Vale destacar ainda a ótima fase do francês Griezmann, que acabou de ser campeão mundial. O Monaco é azarão. Só se classificará se conseguir resultados improváveis. Após o título francês de 2016/17, a equipe perdeu força com a saída do garoto Mbappé, por exemplo, comprado pelo PSG. Já o Brugge corre o risco de não superar nenhum adversário.

Grupo B, por Paulo Favero: Barcelona vai avançar como líder da chave

É a chave mais equilibrada desta fase da Liga dos Campeões. Obviamente, o Barcelona tem um certo favoritismo em avançar em primeiro, pois conta com Messi e Luis Suárez, dois dos melhores jogadores do mundo, mas a outra vaga é uma incógnita. O PSV, que é o time com menos talentos internacionais, pode complicar para seus adversários. No Campeonato Holandês, a equipe está com um aproveitamento de 100% dos pontos em cinco rodadas e o ataque tem feito gols. Os holandeses vão brigar, mas imagino que a segunda vaga fique entre Inter e Tottenham.

Grupo C, por Ciro Campos: Praticamente com cartas marcadas

Dificilmente as duas vagas para as oitavas de final vão escapar dos dois elencos mais poderosos. O rico Paris Saint-Germain e o atual vice-campeão, Liverpool, são os favoritos contra os sérvios de Belgrado do Estrela Vermelha e os italianos do Napoli.

Reforçado por Buffon, o time de Neymar e Mbappé renova a obsessão de título. Já o Liverpool continua como o representante inglês mais forte do torneio. Os dois outros integrantes parecem longe de conseguir ameaçar. O Napoli, no ano passado, caiu na fase de grupos e o Estrela Vermelha não disputa a competição desde 1992.

Grupo D, por Wilson Baldini Jr: Briga boa, mas sem chance de ganhar o título

A disputa pelas duas vagas na fase de mata-mata no Grupo D fica restrita a Porto, Galatasaray e Schalke 04. O Lokomotiv de Moscou surge como zebra. O trio promete duelos interessantes nos 12 duelos em que irão se enfrentar, com boa vantagem para os mandantes dos jogos. Mas as chances de obter maior sucesso na Liga a partir da próxima fase é quase inexistente. O Porto, assim como seu rival Benfica, luta para reviver momentos de glória na principal competição europeia. O time português deve ficar com o primeiro lugar na chave. Turcos e alemães vão brigar pela segunda vaga.

Grupo E, por Daniel Batista: Bayern e mais um vão se classificar

O grupo parece ter definido que uma vaga é do Bayern de Munique, um dos favoritos ao título da Liga. AEK, Ajax e Benfica terão como missão tentar perder de pouco ou até arrancar pontos do rival alemão e apostar tudo nos confrontos diretos. Os quatro times iniciaram bem em suas ligas nacionais, o que reforça a ideia de equilíbrio da chave. Na teoria, o AEK aparece pouco mais atrás. Por outro lado, Ajax e Benfica decepcionaram no ano passado. Os holandeses caíram na terceira eliminatória e os portugueses ficaram na lanterna do Grupo A, com seis derrotas.

Grupo F, por Glauco de Pierri: Manchester City estará na segunda fase

O Manchester City já começa o grupo com uma vaga na segunda fase quase garantida - com um elenco comandado por Pep Guardiola e com as estrelas que o time tem (Mahrez, Agüero, Gundogan, David Silva, De Bruyne, Gabriel Jesus, entre outros) fica difícil imaginar que o campeão inglês não vá terminar na primeira colocação - o time pode ser considerado um dos favoritos ao título. Os outros três times vão lutar pela segunda vaga nas oitavas de final, com favoritismo para o Shakhtar, da Ucrânia, contra o Lyon, da França, e o azarão Hoffenheim, da Alemanha.

Grupo G, por Renan Fernandes: Real Madrid testa elenco pós-CR7

Campeão de quatro das últimas cinco edições da Liga dos Campeões, o Real Madrid vai testar a força de seu elenco após as saídas de Cristiano Ronaldo, maior artilheiro da história do clube, e do técnico Zidane. Com a chegada de Julen Lopetegui, Gareth Bale e Karim Benzema assumiram o protagonismo no ataque da equipe espanhola, que não deve ter problemas para se classificar em primeiro da chave. Semifinalista na última edição, a Roma deve garantir a segunda vaga. Viktoria Plzen e CSKA Moscou aparecem como azarões e não devem causar problemas.

Grupo H, por Marcius Azevedo: Juventus vai sobrar e United corre risco

A Juventus colocará à prova o seu novos status com Cristiano Ronaldo. Com campanhas consistentes nas últimas edições, o time de Turim deve avançar com facilidade em um grupo que tem como segunda força o Manchester United. A equipe inglesa, no entanto, vive uma crise interna com o técnico Jose Mourinho, que tem o trabalho questionado e tem batido de frente com alguns jogadores, entre eles Pogba. O Valencia tem alguma chance de roubar a segunda vaga dos ingleses. Já o Young Boys, da Suíça, em sua primeira participação, será o saco de pancada da chave.

Estadão
Publicidade
Publicidade