0

Chapecoense terá receita recorde na temporada de 2017

5 dez 2016
13h48
  • separator
  • comentários

Aos poucos, a Chapecoense vai tentar se reerguer após a tragédia nos arredores de Medellin, na Colômbia, na terça-feira. Para remontar um time completo e também toda a comissão técnica, dinheiro, a princípio, não deve ser problema. A expectativa é que a receita do clube em 2017 alcance em torno de R$ 80 milhões.

Velório coletivo na Arena Condá, em Chapecó, das vítimas da tragédia do voo da Chapecoense para a Colômbia
Velório coletivo na Arena Condá, em Chapecó, das vítimas da tragédia do voo da Chapecoense para a Colômbia
Foto: EFE

Os patrocinadores Caixa, Aurora e Unimed vão continuar a parceria; o clube vai receber o que tem direito pelo Campeonato Brasileiro da Série A, e arrecadará ainda com o aumento expressivo de seu quadro social.

Além disso, lucrará com a venda de placas de publicidade da Arena Condá, no Estadual, e vai ter direito a uma boa quantia pela participação na Libertadores, Sul-Americana e no torneio organizado pela Primeira Liga.

A presença da Chapecoense na Libertadores vai ser homologada pela Confederação Sul-Americana nos próximos dias. A entidade já deixou claro que dará o título da Sul-Americana ao clube, atendendo a um pedido do Atlético Nacional, o outro finalista da competição.

O clube catarinense também vai jogar a Copa do Brasil em 2017. Por isso, essa remontagem deve ser feita aceleradamente, embora haja muitos entraves. O principal deles diz respeito à quantidade de atletas que morreram no acidente de avião – foram 19. A comissão técnica, totalmente aniquilada, é outra prioridade.

Já na área administrativa, de um total de 15 diretores, sete estavam no voo e nenhum sobreviveu.

Quatro dias antes da tragédia que também deixou sem vida jornalistas, tripulantes e convidados do voo, entre os quais o presidente da Federação de Futebol de Santa Catarina, Delfim Peixoto, o mandatário do clube, Sandro Pallaoro, deu entrevista ao Terra na qual ressaltou que o eventual título da Sul-Americana certamente atrairia novos patrocinadores.

A receita da Chapecoense em 2015 foi de R$ 47 milhões. Subiu no ano atual para cerca de R$ 55 milhões.

 

Fonte: Silvio Alves Barsetti

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade