0

Cristiano Ronaldo recusa oferta do governo saudita para promover turismo no país, diz jornal

País do Oriente Médio tenta usar o esporte como meio de melhorar imagem internacional

23 jan 2021
17h28
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O atacante Cristiano Ronaldo, da Juventus e da seleção portuguesa, recusou uma oferta de seis milhões de euros (cerca de R$ 40 milhões) do governo da Arábia Saudita para promover o turismo no país do Oriente Médio. Segundo o jornal inglês The Telegraph, a intenção dos sauditas era usar a imagem do atleta nas ações usadas para atrair mais visitantes estrangeiros e diminuir a dependência econômica do petróleo.

Ainda segundo o Telegraph, representantes de Messi teriam sido procurados por autoridades sauditas com a mesma intenção, mas ainda não se sabe qual foi a resposta dada por eles.

A Arábia Saudita tenta utilizar o esporte como uma forma de melhorar sua imagem na comunidade internacional, após diversas acusações de envolvimento em crimes contra os direitos humanos, como o assassinato do jornal Jamal Khashoggi em uma embaixada do país na Turquia. Um exemplo disso foi o país recebendo as Supercopas da Espanha e da Itália em 2019.

Em 2020, um fundo de investimento da Arábia Saudita anunciou a intenção de comprar o Newcastle, time que disputa a primeira divisão inglesa, assim como os Emirados Árabes fizeram com o Manchester City e o Catar com o PSG. Contudo, o negócio acabou não sendo concretizado.

Veja também:

Relembre campeões e vices fora dos quatro grandes
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade