PUBLICIDADE

Cristiano Ronaldo

Meu time

Faixa de capitão de CR7 é leiloada por R$ 428 mil

Bombeiro recupera artefato e arrecada dinheiro para tratamento de uma criança de apenas seis meses

2 abr 2021 11h25
| atualizado às 11h38
ver comentários
Publicidade

A faixa de capitão usada por Cristiano Ronaldo no jogo com a Sérvia, no último sábado, pelas Eliminatórias Europeias da Copa do Mundo do Catar, foi leiloada em 75 mil dólares (aproximadamente R$ 428 mil). Líder de seleção portuguesa em campo, o jogador da Juventus arremessou o artefato longe em um momento de raiva após o juiz anular seu gol de forma errônea nos instantes finais de partida.

Cristiano Ronaldo arremessou faixa de capitão após irritação com arbitragem
Cristiano Ronaldo arremessou faixa de capitão após irritação com arbitragem
Foto: Novak Djurovic / Reuters

A faixa com a letra "C" estampada por recuperada pelo bombeiro Djordje Vukicevic, que trabalhava na partida realizada no estádio Estrela Vermelha, na Sérvia. Ele então decidiu leiloar o item através de um site especializado e toda a verba obtida foi destinada a ajudar crianças doentes. O comprador foi anônimo.

Vukicevic disse, em entrevista a uma TV local, que optou pelo leilão após se consultar com alguns colegas do corpo de bombeiros. A criança beneficiada com o valor obtido é um bebê de seis meses, chamado de Gavrilo Djurdjevic, que sofre de amiotrofia espinhal, uma doença muito rara que afeta um em cada 10 mil recém-nascidos. Sem o tratamento adequado, os músculos enfraquecem progressivamente até paralisia ou morte, geralmente antes dos dois anos.

O custo para tal tratamento é de cerca de 2,36 milhões de dólares, aproximadamente R$ 13,4 milhões. Como na Sérvia a renda geral da população é bem baixa, se tornou comum no país as arrecadações do tipo "vaquinha" para que pessoas com dificuldades financeiras e problemas de saúde graves sejam ajudadas neste sentido.

Por conta de seu erro, o árbitro holandês Danny Makkelie pediu desculpas publicamente pelo erro, que acabou custando dois pontos a menos a Portugal. "Tudo o que posso dizer é que pedi desculpa ao treinador, Sr. Fernando Santos, e à equipe portuguesa pelo que aconteceu", disse o juiz ao jornal português A Bola. Vale lembrar que o VAR não está disponível nas Eliminatórias Europeias.

Estadão
Publicidade
Publicidade