7 eventos ao vivo

Retrospectiva

CBF confirma saída de Scolari do comando da Seleção

Ueslei Marcelino / Reuters
14 jul 2014
18h34
atualizado em 4/12/2014 às 11h31
  • separator
  • 0
  • comentários

Luiz Felipe Scolari não é mais o técnico da Seleção Brasileira. A notícia já havia sido anunciada por meios de comunicação, mas somente no fim da tarde desta segunda-feira que a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) confirmou que o treinador deixará o comando da equipe nacional, que foi eliminada na semifinal da Copa do Mundo pela Alemanha.

Campeão no Mundial de 2002, Felipão assumiu o Brasil ao final de 2012, após trabalho irregular de Mano Menezes. Desde então, comandou a Seleção Brasileira em 29 partidas. Destas, o técnico sofreu apenas quatro derrotas, sendo as duas últimas as mais marcantes. O 7 a 1 sofrido para a Alemanha na semifinal da Copa do Mundo se tornou o maior revés da história do Brasil, enquanto o 3 a 0 diante da Holanda só serviu para consolidar o final desastroso da equipe no Mundial.

Ao todo, Felipão esteve no comando da Seleção Brasileira em 19 vitórias, seis empates e quatro derrotas na sua segunda passagem pelo comando técnico do selecionado nacional. Neste breve período de pouco mais de um ano e meio, o treinador conquistou a Copa das Confederações de maneira invicta e gerou grande expectativa para o desempenho do Brasil durante a Copa do Mundo de 2014.

Felipão afirmou depois da disputa do terceiro lugar que entregaria o cargo à CBF, que faria a decisão. Além de Scolari, deixam a Seleção também o restante da comissão técnica, que contou com Carlos Alberto Parreira e Flávio Murtosa.

"O Scolari e toda a sua comissão técnica merecem o nosso respeito e agradecimento. Eles foram responsáveis por devolver ao povo brasileiro o seu amor pela Seleção, mesmo não tendo conseguido o nosso objetivo maior", disse o presidente da CBF, José Maria Marin, que marcou entrevista coletiva para a quinta-feira, às 11h.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade