5 eventos ao vivo

Felipão ironiza atuação de juiz e lembra até pênalti em Fred

12 jul 2014
21h56
  • separator
  • 0
  • comentários

Felipão deixa a Copa do Mundo da mesma forma que começou: reclamando de influências externas que poderiam prejudicar a campanha do Brasil. Após a derrota categórica da Holanda na decisão do terceiro lugar por 3 a 0, o treinador usou a ironia para comentar a atuação do árbitro argelino Djamel Haimoudi.

<p>Felipão reclama que falta de Thiago Silva em Robben foi fora da área</p>
Felipão reclama que falta de Thiago Silva em Robben foi fora da área
Foto: Evaristo Sá / AFP

Quer acompanhar as notícias e jogos da sua seleção? Baixe nosso app. #TerraFutebol

As reclamações se baseiam em três lances: no pênalti em Robben, cuja infração ocorreu fora da área, no lance em impedimento que originou o segundo gol holandês e de um pênalti não marcado em Oscar.

“Não sei se teve erros de arbitragem. Parece que o primeiro pênalti do Fred está refletindo”, disse Felipão, que não foi questionado sobre o tema. “Dizem que foi impedimento o segundo gol. Não sei. Mas parece que ninguém vê direito o que é da gente”, completou.

O lance citado com Fred, na estreia contra a Croácia, deu origem a uma cruzada do treinador contra possíveis interferências externas na arbitragem. Na ocasião o atacante forçou uma queda na área e sofreu um pênalti decisivo para a vitória brasileira. 99% de críticos não enxergaram a infração, mas Felipão e comissão técnica defenderam o árbitro e reclamaram com veemência da repercussão em cima do erro.

Desde então toda entrevista de Felipão tem sido marcada por alfinetadas em lances que em sua visão foram invertidos contra o Brasil e não foram relatados. O auge ocorreu depois da vitória nos pênaltis sobre o Chile, quando a comissão técnica insinuou complô para o Brasil não chegar ao hexacampeonato, discurso presente até o momento quando o treinador brinca com a não expulsão de Thiago Silva no pênalti sobre Robben. “Até acho que ele deveria ser expulso, porque daria certo o que estaria acordado”, disse.

Um dos exemplos utilizados por Felipão ao longo de sua cruzada contra inimigos foi o pênalti marcado em Robben contra o México. O técnico Louis Van Gaal também foi criticado pelo técnico por ter reclamado de um favorecimento ao Brasil ao final da primeira fase, argumento que ele continua sustentando com  disputa do terceiro lugar.

“Eu acho que esse jogo nunca deveria ser realizado. Ele é disputado em condições desiguais, e a Fifa deve se perguntar se sempre tem que dar melhores condições aos donos da casa. Tivemos 3 dias e eles 4. É uma grande diferença”, reclamou Van Gaal sobre os dois dias que teve para montar o time para a disputa de terceiro lugar. O treinador já havia reclamado que o Brasil atuou depois da Holanda no fim da primeira fase, podendo escolher o adversário das oitavas.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade