PUBLICIDADE
Logo do

Seleção Francesa

Meu time

França vai encarar vingança contra "máquina" alemã sem medo

Franceses perderam duas semifinais para alemães em 1982 e 1986 e terão, na sexta-feira, chance de mudar a história

1 jul 2014 06h55
| atualizado às 06h57
ver comentários
Publicidade
<p>Sele&ccedil;&atilde;o francesa comemora classifica&ccedil;&atilde;o &agrave;s quartas de final ao derrotar a Nig&eacute;ria</p>
Seleção francesa comemora classificação às quartas de final ao derrotar a Nigéria
Foto: Jorge Silva / Reuters

O encontro entre França e Alemanha das quartas de final da Copa do Mundo reservará ao Rio de Janeiro uma partida repleta de rivalidade dentro e fora de campo. Para os franceses especialmente, que amargam duas dolorosas derrotas na década de 1980 e terão a chance de uma vingança na próxima sexta-feira no Maracanã.

Quer acompanhar as notícias e jogos da sua seleção? Baixe nosso app. #TerraFutebol

A Alemanha venceu semifinais seguidas contra os rivais em 1982 e 1986. A primeira delas até hoje marca uma das derrotas mais duras da França no futebol naquela que ficou conhecida como a Batalha de Sevilha, com quatro gols em uma prorrogação e disputa de pênaltis.

Trinta e dois anos depois, o atacante Karim Benzema mostrou-se surpreso ao ser questionado sobre aquele jogo e o goleiro Hugo Lloris se limitou a dizer que conhece a história. A preocupação, no entanto, é com o presente, que eles prometem encarar sem medo.

“Talvez seja o melhor time coletivo do mundo. Eles jogam algumas vezes como uma máquina. Será um grande desafio. Mas temos que estar preparados para enfrentar os melhores times do mundo”, afirmou o capitão LLoris.

Alemanha e França chegam para as quartas de final com campanhas parecidas. Na primeira fase, ambas as seleções conquistaram duas vitórias categóricas, mas empataram um dos jogos. Nas oitavas, franceses e alemães eliminaram Nigéria e Argélia com muito sofrimento.

Antes de saber da definição da Alemanha como adversária, o técnico Didier Deschamps disse que a França está pronta para o desafio diante do que foi apresentado até o momento na Copa, especialmente diante dos nigerianos.

“É difícil não estar satisfeito hoje depois do que fizemos até aqui. Não somos os maiorais. Tivemos grandes realizações. Enfrentamos atacantes muito rápidos por parte da Nigéria e estávamos relativamente sólidos. Tanto no meio como na defesa”, afirmou

Rivalidade fora do campo

Vizinhos territoriais, França e Alemanha têm uma história de rivalidade secular. Em 1870, a Guerra Franco-Prussiana colocou em lados opostos as duas potências. Assim como na Primeira Guerra Mundial, vencida pelos franceses e com consequências catastróficas com a assinatura do Tratado de Versalhes. O sentimento de revanchismo diante das imposições do lado vencedor foi um dos estopins para a Segunda Guerra Mundial. Hoje os dois países são parceiros comerciais e forças motrizes da União Europeia.

Os três confrontos França x Alemanha em Copas:

Franceses e alemães perfilados antes da decisão do terceiro lugar de 1958
Franceses e alemães perfilados antes da decisão do terceiro lugar de 1958
Foto: AP
França 6 x 3 Alemanha, disputa de 3º lugar da Copa de 1958

Derrotados por Brasil e Suécia nas semifinais, França e Alemanha disputaram o terceiro lugar em 1958 em um show de Just Fontaine. Com os quatro gols marcados, o atacante francês chegou aos 13 e até hoje é o maior artilheiro de uma única Copa. Kopa e Douis completaram o placar para os vencedores, enquanto Ciesclarczyk, Rahn e Schaefer descontaram para os alemães.

Tigana disputa com o alemão Kaltz na Copa do Mundo de 1982
Tigana disputa com o alemão Kaltz na Copa do Mundo de 1982
Foto: Steve Powell / Getty Images

França 3 (4) x 3 (5) Alemanha, semifinais da Copa de 1982

Um jogo com quatro gols feitos durante a prorrogação por si só já é histórico. Envolvendo dois países com rivalidade fora do campo ganhou contornos épicos em Sevilha. No tempo normal Littbarski colocou os alemães na frente, mas Platini empatou. Na prorrogação, Trésor e Giresse deixaram a França perto da final. Só que Rummenigge e Fischer garantiram o empate e forçaram a decisão dos pênaltis, onde mais uma vez os franceses estiveram em vantagem após erro de Ettori. Mas Schumacher defendeu cobranças de Six e Bossis e garantiu a festa alemã.

Alemães comemoram resultado sobre a França em 1986
Alemães comemoram resultado sobre a França em 1986
Foto: David Cannon / Getty Images
França 0 x 2 Alemanha, semifinais da Copa de 1986

Não houve tanta emoção quanto quatro anos antes, mas a França mais uma vez chorou uma eliminação para os alemães. Desta vez Bhehme abriu o placar e Voller fechou a contagem no final do segundo tempo. Assim como em 1982, a Alemanha acabou derrotada na decisão, desta vez pela Argentina.

Veja os gols em 3D da Copa Veja os gols em 3D da Copa

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade