0

Com força máxima e sem Mano, Cruzeiro se despede do Mineirão contra o Flamengo

Fred briga com Barcos por uma vaga no ataque na escalação de Sidnei Lobo

25 nov 2018
14h38
atualizado às 14h38
  • separator
  • comentários

A torcida do Cruzeiro promete fazer uma grande festa no jogo deste domingo, às 17 horas, contra o Flamengo. Campeão da Copa do Brasil, o clube faz seu último jogo na temporada dentro do Mineirão e o auxiliar técnico Sidnei Lobo deve mandar a campo força máxima. Inclusive com o zagueiro Dedé e o meia-atacante Arrascaeta que voltaram para Belo Horizonte (MG) depois de estarem com suas seleções.

A expectativa fica para o comando de ataque, uma vez que Fred marcou dois gols diante do Vitória e já se diz 100% recuperado de uma cirurgia no joelho que o afastou por quase toda a temporada. Xodó da torcida, Fred pode começar jogando, com Barcos ficando na reserva.

Apesar do cansaço da viagem para Londres, Dedé não chegou a atuar com a seleção brasileira e, por isso, está apto a jogar. Ele retoma sua posição ao lado de Léo, mandando Manoel novamente para a reserva. O mesmo acontece com Arrascaeta, que não defendeu o time uruguaio no amistoso com a França. Assim, deve começar em campo.

Do time que bateu o Vitória, só Robinho e Léo estão confirmados contra o Flamengo. O goleiro Fábio e o meia Thiago Neves, poupados, devem retomar suas posições. O lateral-esquerdo Egídio e o volante Henrique ainda dependem de uma reavaliação dos médicos, mas, caso não tenham condição de jogo, Lucas Romero e Patrick estão à disposição. O lateral-direito Ezequiel, destaque na última rodada, pode continuar, deixando Edilson como opção.

Quem deve ficar de fora é o atacante Sassá, que vem negociando com o Corinthians e pode estar se despedindo do clube. Acontece que para o ataque ainda ficariam à disposição Barcos e Raniel. Com Mano Menezes de licença médica, Sidnei Lobo continua como interino. Mas, segundo ele próprio, "seguindo as orientações do professor". Ele também deve comandar o time na última rodada diante do Bahia, em Salvador (BA).

Com a vaga assegurada na fase de grupos da próxima Copa Libertadores, o Cruzeiro não tem maiores pretensões nesta reta final do Brasileirão. É o 8º colocado, com 52 pontos, sem qualquer risco de queda.

Estadão

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade