3 eventos ao vivo

Após tragédia, Santos suspende venda de ingressos para último jogo do ano

29 nov 2016
13h41
atualizado às 13h41
  • separator
  • 0
  • comentários

O Santos começaria nesta terça-feira, a partir das 10 horas da manhã, a venda oficial de ingressos para o duelo contra o América-MG, na Vila Belmiro, válido pela 38ª rodada do Campeonato Brasileiro. Porém, após a tragédia envolvendo a Chapecoense, durante a madrugada, o alvinegro suspendeu a comercialização do bilhetes.

Segundo informações da assessoria do clube, a suspensão aconteceu por conta da alteração da rodada promovida pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). A entidade decretou luto de sete dias no futebol brasileiro, e todos os jogos, que seriam realizados no próximo domingo, acontecerão no dia 11 de dezembro, às 17h (de Brasília).

A venda dos ingressos deve ser retomada na próxima semana, mas o Peixe ainda não informou uma data.  Além disso, o clube também decretou luto de sete dias e cancelou o treino que aconteceria na tarde desta terça-feira, no CT Rei Pelé.

O acidente aéreo com a delegação da Chapecoense ocorreu nesta madrugada, no Cerro El Gordo, próximo ao aeroporto internacional de Medellín, na Colômbia. Até o momento, 75 mortes foram confirmadas. A equipe catarinense viajava para jogar o primeiro jogo da decisão da Copa Sul-Americana, contra o Atlético Nacional.

A aeronave, que caiu na madrugada de segunda para terça, tinha 81 pessoas no total: 72 passageiros e nove tripulantes - 22 eram atletas e outras 21 pessoas ligadas ao clube catarinense, sendo alguns jornalistas.

Antes da tragédia, a Gazeta Esportiva havia confirmado que o zagueiro Willian Thiego estava próximo de ser contratado pelo Santos. O jogador, porém, faleceu no acidente. O meia Cléber Santana, de 35 anos, também foi uma das vítimas. Ele passou pelo alvinegro entre 2006 e 2007. Já o defensor Neto, que jogou no Peixe entre 2013 e 2014, foi encontrado com vida e é uma das cinco pessoas que sobreviveram.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade