PUBLICIDADE
Logo do

Avaí

Meu time

Antes de "decisão" no Sul, Cruzeiro usa reservas e bate Avaí

27 jun 2009 20h23
| atualizado às 23h36
Publicidade

Com a chance de garantir vaga na final da Libertadores da América na próxima quinta-feira, data do duelo decisivo contra o Grêmio, no Estádio Olímpico, o Cruzeiro poupou seus titulares na noite deste sábado e mesmo assim saiu vitorioso no confronto com o Avaí. Em baixa no Campeonato Brasileiros pelos últimos tropeços, a equipe celeste apresentou várias caras novas ao torcedor que compareceu ao Mineirão no triunfo por 1 a 0 sobre os catarinenses.

» Veja fotos de Cruzeiro x Avaí
» Veja a classificação atualizada
» Confira a tabela completa
» Comente a vitória do Cruzeiro

De volta ao palco da vitória por 3 a 1 sobre os gremistas, na última quarta-feira, o técnico Adilson Batista recorreu a atletas que vêm tendo poucas chances e, inclusive, alguns juniores para compor o elenco. E perto de voltar à decisão da Libertadores 12 anos depois de seu último título, o Cruzeiro somou mais três pontos e ganhou novo ânimo antes da viagem a Porto Alegre.

Sem vencer desde a terceira rodada, quando passou pelo Vitória por 2 a 0 no dia 23 de maio, a equipe mineira acumulou tropeços contra São Paulo, Palmeiras e Barueri, além de um empate com o Internacional. Ao retomar o caminho dos triunfos, chega aos dez pontos e fica mais próximo dos quatro primeiros lugares, deixando para trás os rivais catarinenses, que tem três a menos.

Sem nomes de destaque como Fábio, Kléber, Wellington Paulista e Wagner (que só entrou no segundo tempo), além de Ramires, que está com a Seleção Brasileira na Copa das Confederações, o Cruzeiro teve como principais destaques os jovens Dudu e Bernardo e o centroavante Zé Carlos, autor do único gol do duelo, em cobrança de pênalti.

Em um jogo bastante truncado e poucas chances de gol para os dois lados, Dudu fez boa jogada individual aos 38min do primeiro tempo, superou marcadores do Avaí e foi puxado dentro da área por Ferdinando. Na cobrança do pênalti, Zé Carlos, que teve um gol anulado por impedimento quatro minutos antes, não desperdiçou e colocou os mandantes em vantagem.

Na etapa final, principalmente nos últimos minutos, o Avaí usou o desentrosamento dos rivais para dominar a partida e criar as melhores chances. Em finalizações perigosas de Muriqui, William, Marquinhos e Luis Ricardo, o goleiro Andrey teve que trabalhar, mas garantiu a vantagem mínima aos cruzeirenses até o apito final, garantindo situação confortável no Brasileiro enquanto duelo com o Grêmio por vaga na decisão da Libertadores.

FICHA TÉCNICA

Cruzeiro 1 x 0 Avaí

Gols
Cruzeiro: Zé Carlos, aos 40min do 1º tempo

Ponto Forte do Cruzeiro
- Atuações destacadas de Dudu, no meio campo, e Andrey, substituto de Fábio no gol

Ponto Forte do Avaí
- Jogadas do meia Muriqui, principal organizador da equipe e responsável pelas jogadas mais perigosas

Ponto Fraco do Cruzeiro
- Excesso de passes errados no meio campo

Ponto Fraco do Avaí
Falta de objetividade no ataque, que mesmo com mais domínio do jogo no segundo tempo, tionha dificuldades para furar a retranca do Cruzeiro

Personagem do jogo
Andrey, goleiro do Cruzeiro, que evitou o empate do Avaí

Esquema Tático do Cruzeiro
4-4-2
Andrey; Jancarlos, Anderson, Luisão e Vinícius; Henrique, Mateus, Anderson Uchoa e Bernardo (Diego Renan); Dudu e Zé Carlos (Wanderley); técnico: Adilson Batista

Esquema Tático do Avaí
4-4-2
Eduardo Martini; Ferdinando, Émerson, Anderson e Uendel (Eltinho); Léo Gago, Xaves (Michel), Marquinhos e Muriqui; Luís Ricardo e Lima (William); técnico: Silas

Cartões Amarelos
Cruzeiro: Andrey
Avaí: Xaves e Léo Gago

Árbitro
Jaílson Macedo Freitas (BA)

Local
Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte (MG)


Fonte: Terra
Publicidade