PUBLICIDADE
Logo do

Athletico Paranaense

Meu time

Atlético-PR vence e deixa Fluminense na lanterna

2 ago 2009 17h59
| atualizado às 19h00
Publicidade

Em um jogo que reunia dois dos times mais desesperados do Campeonato Brasileiro, o Atlético-PR venceu o Fluminense por 1 a 0, em Londrina, respirou na tabela e jogou o rival para a lanterna da competição. Com o empate do Náutico com o Flamengo, o Flu fica na última posição.

» Veja fotos da partida
» Veja a classificação atualizada
» Confira a tabela e os resultados
» Comente o resultado

Sob o olhar do novo técnico, Antônio Lopes, o Atlético jogou melhor durante quase todo o tempo e chegou aos 15 pontos, na 17ª posição. Já o time carioca fica com 11 pontos.

A "limpeza" no elenco do Atlético-PR fez com que o time entrasse bastante modificado em campo. Entre as referências do time recente, Rafael Moura e Antônio Carlos ficaram fora. No entanto, quem ganhou chance no time acabou correspondendo. As principais jogadas saíram dos pés do meia Wesley, que criou o primeiro lance perigoso do jogo, avançando pela esquerda, cortando o zagueiro e chutando cruzado, à esquerda da trave de Fernando Henrique.

O goleiro do Flu teve de trabalhar muito para evitar o gol atleticano. Em um lance, o camisa 1 chegou a lesionar o rosto após um choque com Marcinho. O reserva Rafael chegou a se aquecer, mas Fernando resistiu e permaneceu em campo.

O ataque armado por Renato Gaúcho pouco fez. Roni, reestreando pelo clube carioca, e Kieza ficaram isolados no ataque e praticamente não tocaram na bola. O gramado ruim do Estádio do Café também colaborou para a baixa eficiência do setor ofensivo.

O Atlético cresceu durante o primeiro tempo. No final, veio a recompensa. Aos 39min, Rhodolfo acertou belo chute da entrada da área e Fernando Henrique voou para espalmar. Aos 41, não teve jeito. Em cobrança de falta perfeita, Paulo Baier colocou a bola no ângulo direito e deixou o time paranaense em vantagem. O camisa 10 do Atlético também herdou a faixa de capitão do time, que pertencia ao afastado zagueiro Antônio Carlos.

No segundo tempo, o Renato Gaúcho colocou o Flu no ataque, lançando Maurício e Alan e abrindo mão do esquema de três zagueiros. Mesmo assim, foi o Atlético que criou mais, mantendo sempre a posse de bola e impedindo uma reação do rival.

O Flu só foi ameaçar nos acréscimos, no desespero. O goleiro Galatto salvou uma cabeçada de Edcarlos aos 46min e garantiu a importante vitória atleticana na luta contra a segunda divisão.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-PR 1 X 0 FLUMINENSE

Gols
Atlético-PR: Paulo Baier, aos 41min do 1º tempo
Fluminense:

Ponto Forte do Atlético-PR
Força na marcação, que sufocou e não deixou o rival jogar

Ponto Forte do Fluminense
Pressão no final com jogadas aéreas

Ponto Fraco do Atlético-PR
Vacilos no final do jogo, que quase custaram a vitória

Ponto Fraco do Fluminense
Ataque inoperante com Roni e Kieza, que pouco participaram do jogo

Personagem do jogo
Paulo Baier, autor do gol que fez o Atlético respirar

Esquema Tático do Atlético-PR
3-5-2
Galatto, Nei, Rhodolfo e Bruno Costa; Raul, Valencia, Paulo Baier (Carlão), Wesley e Márcio Azevedo; Marcinho e Wallyson (Rafael Miranda).
Técnico: Riva Carli

Esquema Tático do Fluminense
3-5-2
Fernando Henrique (Rafael), Edcarlos, Dalton (Maurício) e Luiz Alberto; Ruy, Diguinho (Alan), Wellington Monteiro, Conca e Dieguinho; Roni e Kieza.
Técnico: Renato Gaúcho

Cartões Amarelos
Atlético-PR: Nei, Rhodolfo, Raul, Galatto
Fluminense: Edcarlos, Diguinho, Roni

Cartões Vermelhos
Atlético-PR: Raul
Fluminense:

Árbitro
Carlos Eugênio Simon (RS)

Local
Estádio do Café, em Londrina (PR)





Paulo Baier comemora gol de falta, que deu a vitória atleticana em Londrina
Paulo Baier comemora gol de falta, que deu a vitória atleticana em Londrina
Foto: Valterci Santos/Gazeta do Povo / Futura Press
Fonte: Terra
Publicidade