PUBLICIDADE
Logo do

Athletico Paranaense

Meu time

Atlético-PR vence, se salva e joga Botafogo na zona da degola

29 nov 2009 19h00
| atualizado às 23h49
Publicidade

O Atlético-PR levou a melhor na "decisão" na Arena da Baixada, bateu o Botafogo por 2 a 0 e escapou do rebaixamento no Campeonato Brasileiro. Pior para os cariocas, que caem para a zona da degola a apenas uma rodada para o término do torneio.

» Confira mais fotos da partida
» Vote e eleja os destaques do Campeonato Brasileiro
» Veja a classificação atualizada
» Confira a tabela e os resultados
» Comente o resultado

Com o resultado, o time paranaense assume a 14ª colocação, com 47 pontos, três de vantagem para a equipe do técnico Estevam Soares, que cai para 17º e não pode ultrapassar o algoz deste domingo por ter três vitórias a menos.

Na próxima rodada, o Atlético-PR encerra sua participação nesta temporada diante do Barueri, em Presidente Prudente. Já o desesperado Botafogo recebe no Estádio Engenhão, no Rio de Janeiro, o Palmeiras, que briga pelo título.

Com a meta de encerrar logo a angústia, o Atlético partiu para o ataque. Logo no primeiro minuto Paulo Baier chegou à linha de fundo e fez o cruzamento para o corte da zaga carioca. A resposta veio aos três minutos, com Wellington que desviou de cabeça escanteio cobrado por Lúcio Flávio e carimbou a trave.

A partida era bem disputada, com as duas equipes buscando o primeiro gol. Aos 12 minutos, Márcio Azevedo, que voltava ao time após quase dois meses parado, arriscou de fora da área e Jefferson fez boa defesa. Aos 14 minutos, Alex Sandro recebeu livre na área e simplesmente furou, perdendo ótima chance. Aos 20 minutos, Lúcio Flávio cobrou falta na área e Gallato deixou a meta para interceptar.

O time da casa tinha maior posse de bola, mas o Botafogo buscava usar os contra-ataques. Aos 31 minutos, Fahel aproveitou cobrança de falta para desviar no meio do caminho e exigir defesa em dois tempos de Gallato. Aos 36, Paulo Baier invadiu a área e bateu em cima de Leandro Guerreiro, reclamando de toque mão. Até que aos 40 minutos, Wallyson, após descida rápida, aparece na área para empurrar para as redes.

Na segunda etapa, o Atlético voltou com Neto no gol, já que Gallato sentiu uma indisposição no intervalo. Aos dois minutos, Victor Simões tentou o cruzamento fechado e Nei surgiu no caminho para afastar o perigo. Em seguida, Emerson arriscou de longe e o jovem arqueiro rubro-negro segurou. Mais um pouco e foi a vez de Renato arriscar o chute de fora da área e para Neto fazer mais uma boa defesa.

O ritmo da partida caiu um pouco após achegada da chuva na Arena. Aos 13 minutos, Paulo Baier cobrou falta e Jefferson espalmou, tirando da área. Aos 17 minutos, Márcio Azevedo partiu para a jogada individual, buscou o cruzamento rasteiro, mas curto demais. A pressão atleticana surtiu efeito e, aos 19 minutos, Paulo Baier, de cabeça, aproveitando a retribuição de Wallyson, estufou as redes.

A situação do Botafogo ficou dramática, já que o time não conseguia assustar os anfitriões. Aos 26 minutos, Lúcio Flávio cobrou falta na área e Neto deixou a meta para tirar e garantir a tranquilidade. Com o jogo controlado, o técnico Antônio Lopes queimou todas as alterações. Aos 38 minutos, Wesley tentou o lançamento e a bola correu demais. Na última chance, aos 44, Marcinho chutou de fora da área, a bola desviou e saiu em escanteio.

FICHA TÉCNICA

Atlético-PR 2 x 0 Botafogo

Gols
Atlético-PR:
Wallyson, aos 40 minutos do primeiro tempo, e Paulo Baier, aos 19 minutos do segundo tempo

Ponto Forte do Atlético-PR
Jogo aéreo, principalmente nos cruzamentos de Paulo Baier

Ponto Forte do Botafogo

Começou o jogo bem postado e não permitia que o rival criasse chances reais

Ponto Fraco do Atlético-PR
Demorou para acordar. Início apático para um time que brigava para não cair

Ponto Fraco do Botafogo
Sentiu o primeiro gol do Atlético-PR e deixou o nervosismo tomar conta

Personagem do jogo
Paulo Baier: deu passe para o primeiro gol e marcou o segundo

Esquema Tático do Atlético-PR
4-4-2
Galatto (Neto); Nei ,Rhodolfo, Bruno Costa e Márcio Azevedo; Valencia, Alex Sandro (Rafael Miranda) e Paulo Baier e Wesley; Wallyson (Rodrigo Tiuí) e Marcinho; Técnico: Antônio Lopes

Esquema Tático do Botafogo
4-4-2
Jefferson; Alessandro, Emerson, Wellington e Diego (Reinaldo); Leandro Guerreiro, Fahel, Renato e Lucio Flavio; Ricardinho (Jonatas) e Víctor Simões; Técnico: Estevam Soares

Cartões Amarelos
Atlético-PR: Paulo Baier e Nei
Botafogo: Emerson

Árbitro
Wilson Luiz Seneme (Fifa-SP)

Local
Arena da Baixada, em Curitiba (PR)

Com informações da Gazeta Press


Fonte: Terra
Publicidade