PUBLICIDADE
Logo do

Atlético-MG

Meu time

Botafogo encerra jejum contra Atlético-MG e deixa zona de risco

8 out 2009 22h57
| atualizado em 9/10/2009 às 00h40
Publicidade

Ameaçado de integrar a segunda divisão do Campeonato Brasileiro em 2010, o Botafogo enfim deu alegrias à sua torcida na noite desta quinta-feira, ao deixar a zona de rebaixamento e, de quebra, encerrar um longo jejum no torneio. No Estádio Engenhão, no Rio de Janeiro, o clube alvinegro venceu o Atlético-MG por 3 a 1, impediu que o rival alcançasse a segunda colocação, e de quebra, conheceu dois triunfos de forma consecutiva pela primeira vez na edição desta ano da competição nacional.

» Veja fotos de Botafogo x Atlético-MG
» Veja a classificação atualizada
» Confira a tabela e os resultados
» Receba os gols do seu time pelo celular
» Problemas no estádio? Mande seu relato
» Comente a vitória do Botafogo

Vindo de uma empolgante vitória pelo mesmo placar diante da sensação Goiás, em pleno Serra Dourada, os cariocas voltaram a derrubar um candidato ao título nesta noite com outra boa exibição, dando sinais de recuperação. A boa fase, no entanto, já pode ser vista na tabela, pois o time alcança os 31 pontos e deixa o Santo André com dois a menos, novo integrante do grupo dos quatro últimos.

Enquanto isso, o Atlético-MG lamenta a chance desperdiçada de ser o vice-líder do torneio após 28 rodadas disputadas. Estacionado nos 47, o time mineiro permanece sete atrás do Palmeiras, dois do São Paulo e com o mesmo número de pontos do Internacional, que sustenta o terceiro lugar por ser superior nos critérios de desempate.

A vitória coroou a ousadia do técnico Estevam Soares, que entrou em campo com três atacantes e causou muitos problemas à defesa mineira, com a constante movimentação do setor ofensivo. Com isso, o treinador pôde festejar seu primeiro triunfo no cargo dentro do Engenhão, em partidas válidas pelo Campeonato Brasileiro.

Debaixo de uma chuva intensa, o Botafogo demorou apenas oito minutos para abrir o marcador, quando Lúcio Flávio lançou pelo alto e André Lima, em posição legal, matou com categoria e chutou no canto esquerdo de Carini. Já quatro minutos mais tarde, o mesmo Lúcio Flávio recebeu na entrada da área, evitou a marcação e bateu sem qualquer possibilidade de defesa para o goleiro do Atlético-MG, que sentia a falta do artilheiro Diego Tardelli, que está com a Seleção Brasileira na Granja Comary.

Porém, mesmo com a melhora dos visitantes em seguida, o Botafogo seguiu arrasador e aumentou a diferença aos 31min, em lance que Reinaldo recebeu de Jóbson, observou a posição adiantada de Carini e com um toque preciso, encobriu o goleiro uruguaio, marcando um golaço no Engenhão.

Na etapa final, já com a presença do meia Ricardinho em campo, o Atlético-MG se reorganizou e conseguiu diminuir a vantagem aos 17min, quando Thiago Feltri se aproveitou da desatenção de Alessandro, entrou na área e foi derrubado por Léo Silva, em pênalti convertido por Correa. Porém, a reação dos visitantes foi freada aos 34min, quando o zagueiro Jorge Luiz cometeu obstrução sobre Jóbson, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso de campo.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 3 x 1 ATLÉTICO-MG

Gols
BOTAFOGO: André Lima, aos 8min, Lúcio Flávio, aos 12min, e Reinaldo, aos 32min do 1º tempo
ATLÉTICO-MG: Correa, aos 19min do 2º tempo

Ponto Forte do BOTAFOGO
- Atuação destacada, movimentação e entrosamento do trio ofensivo, formado por Reinaldo, Jobson e André Lima

Ponto Fraco do BOTAFOGO
- Queda de rendimento no segundo tempo

Ponto Fraco do ATLÉTICO-MG
- Falhas de posicionamento e demora para se organizar em campo, durante os primeiros minutos de jogo, tempo que foi suficiente para determinar a derrota

Personagem do jogo
Lúcio Flávio, do Botafogo

Esquema Tático do BOTAFOGO
4-3-3
Jéfferson; Alessandro, Juninho, Wellington e Diego; Fahel, Léo Silva (Batista) e Lúcio Flávio; Reinaldo (Rodrigo Dantas), Jobson e André Lima; técnico: Estevam Soares

Esquema Tático do ATLÉTICO-MG
4-4-2
Carini; Coelho (Renan Silva), Jorge Luiz, Werley e Thiago Feltri; Correa, Jonílson, Márcio Araújo e Evandro; Renan Oliveira (Ricardinho) e Rentería (Alessandro); técnico: Celso Roth

Cartões Amarelos
BOTAFOGO: Fahel, Reinaldo, Léo Silva
ATLÉTICO-MG: Renan Silva, Jorge Luiz, Correa

Cartões Vermelhos
ATLÉTICO-MG: Jorge Luiz

Árbitro
Francisco Carlos Nascimento (AL)

Local
Estádio Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)




Fonte: Terra
Publicidade