PUBLICIDADE
Logo do

Athletico Paranaense

Meu time

Botafogo perde pênalti e Atlético-PR vence com gol polêmico

8 ago 2009 20h23
| atualizado às 23h31
Publicidade

Com direito a pênalti perdido pelo atacante André Lima no primeiro tempo e gol polêmico sofrido na etapa final, o Botafogo sofreu a segunda derrota seguida em quatro dias na noite deste sábado, em pleno Estádio do Engenhão, ao ser derrotado por 1 a 0 para o Atlético-PR, que dá sinais de recuperação e se afasta a cada rodada das últimas posições do Campeonato Brasileiro.

» Veja fotos de Botafogo x Atlético-PR
» Veja a classificação atualizada
» Confira a tabela completa
» Receba os gols do seu time pelo celular
» Comente a vitória do Atlético-PR

Além da revolta de ver seu centroavante desperdiçar uma cobrança de pênalti ao acertar a trave de Galatto, os botafoguenses que compareceram ao estádio foram embora reclamando de um impedimento no único gol da partida, anotado por Patrick, aos 24min da etapa final. Depois de um cruzamento de Paulo Baier, Manoel desviou e o camisa nove escorou de cabeça para as redes, em posição duvidosa.

Com a nova derrota, três dias depois de cair no Morumbi diante do São Paulo, o Botafogo estaciona nos 19 pontos e é ultrapassado pelo time rubro-negro, que agora soma três triunfos consecutivos, vai aos 21 e já se afasta da zona de risco, posição em que frenquentava antes da arrancada.

Apesar da derrota, o Botafogo despediçou várias chances de gol durante toda a partida, principalmente no primeiro tempo com a sua dupla ofensiva, formada por André Lima e Victor Simões. No entanto, o time caiu de produção no segundo tempo e foi vazado logo na primeira participação do goleiro Flávio, substituto de Castillo, que sentiu lesão muscular e deixou o gramado aos 20min.

FICHA TÉCNICA

Botafogo 0 x 1 Atlético-PR

Gols
Atlético-PR: Patrick, aos 23min do 2º tempo

Polêmica
- Atacante André Lima descumpre uma determinação do técnico Ney Franco, que pediu que Lucio Flavio batesse o pênalti, tomou a frente e acertou a trave para revolta do treinador

Esquema Tático do Botafogo
3-5-2
Castillo (Flávio); Fahel (Tony), Wellington e Eduardo; Alessandro, Leandro Guerreiro, Jônatas, Lucio Flavio e Batista (Léo Silva); Víctor Simões e André Lima; técnico: Ney Franco

Esquema Tático do Atlético-PR
4-4-2
Galatto; Nei, Manoel, Chico e Márcio Azevedo (Renan); Rafael Miranda, Valencia, Paulo Baier (Raul) e Wesley; Marcinho (Gabriel) e Patrick; técnico: Antonio Lopes

Cartões Amarelos
Botafogo: Jônatas, Wellington, Victor Simões, Alessandro e Léo Silva
Atlético-PR: Chico, Galatto e Wesley

Árbitro
Francisco Almeida Filho (CE)

Local
Estádio Engenhão, no Rio de Janeiro (SP)



Fonte: Terra
Publicidade