PUBLICIDADE
Logo do

Internacional

Meu time

Botafogo vence Inter e deixa Tite mais pressionado

25 jul 2009 20h26
| atualizado em 26/7/2009 às 00h05
Publicidade

Por pouco o Botafogo não viu se repetir o mesmo filme das duas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro contra o Internacional: sair na frente, e depois acabar o jogo empatado. O ala Alessandro foi o jogador botafoguense que impediu que a sina continuasse na 14ª rodada do Campeonato Brasileiro. Foi dele o gol que garantiu a vitória por 3 a 2 no Engenhão.

» Veja fotos do jogo
» Veja o termômetro dos técnicos da Série A
» Receba os gols do seu time pelo celular
» Veja a classificação atualizada
» Confira a tabela completa
» Comente o resultado do jogo

A primeira vitória do Botafogo após a pequena série de empates por 2 a 2 deve gerar um pouco mais de pressão sobre o técnico Tite, que a cada insucesso tem o seu trabalho questionado. Este foi o terceiro jogo que os colorados deixaram de ganhar. Apesar de se manter - ainda - na terceira colocação, o Inter abre chance para outros rivais ultrapassarem. Até o fim desta rodada, Corinthians, Barueri e Vitória são os times que podem tirar o Inter do G4.

O final foi feliz, mas todo o roteiro foi próximo de uma tragédia. Jogando em casa - e muito bem no primeiro tempo -, o Botafogo abriu 2 a 0 logo na etapa inicial. Aos 10min, Victor Simões cruzou da direita, o goleiro Michel Alves cortou mal e Wellington marcou na sobra de bola. Seis minutos depois, André Lima marcou seu primeiro tento no Brasileiro pelo Botafogo (o outro foi com a camisa do São Paulo).

Aos 31min, Juninho cobrou sua primeira falta com perigo. De muito longe, ele chutou com força e a bola foi beijar o pé da trave esquerda do Internacional. Um primeiro tempo de encher o botafoguense de orgulho.

Mas no segundo tempo a história mudou tanto quanto o Inter. Com duas substituições promovidas por Tite (uma delas sacando o apagado D'Alessandro), a equipe gaúcha conseguiu tomar o controle da partida.

Logo no primeiro minuto Sandro entra na área do Botafogo e caiu ao com Leandro Guerreiro. Pênalti marcado, Andrezinho cobrou no canto direito de Castillo e descontou.

Nos 16 minutos seguintes a tranquilidade botafoguense virou pesadelo. Primeiro aos 8min com Juninho acertando mais uma vez a trave. Era a chance para ampliar e evitar o desgaste de ver mais uma vez o time ceder o empate. Mas no 18º minuto aquilo que o torcedor do time da estrela solitária menos queria aconteceu. Andrézinho (ele de novo), levantou a bola na área, a defesa bobeou e Leandrão, livre completou para o gol.

Quando tudo caminhava para o terceiro 2 a 2 seguido, Alessandro salvou. Aos 29min, Batista cruzou da esquerda e Alessandro, nas costas do lateral Kléber, marcou o gol que tirou o Botafogo, temporariamente, da zona de rebaixamento: com 15 pontos, a equipe ocupa a 15ª colocação. No domingo, será o dia de secar Sport ou Cruzeiro para ficar, pela primeira vez em sete rodadas, livre da zona de rebaixamento.

FICHA TÉCNICA

Botafogo 3 x 2 Internacional

Gols
Botafogo: Wellington, aos 10min do primeiro tempo, André Lima, aos 16min do primeiro tempo; Alessandro, aos 29min do segundo tempo

Internacional: Andrezinho, aos 2min do segundo tempo e Leandrão, aos 18min do segundo tempo

Ponto Forte do Botafogo
Tomou iniciativa desde o começo do jogo. No primeiro tempo jogou bem e não deu espaço para o Inter e ainda mostrou reação no fim do jogo

Ponto Forte do Internacional
Teve atitude na volta do intervalo, conseguiu descontar logo após o segundo tempo e depois conseguiu o empate.

Ponto Fraco do Botafogo
Vacilos da defesa no segundo tempo que permitiram o Internacional chegar ao empate

Ponto Fraco do Internacional
D'Alessandro foi mal, errou passes e saiu no intervalo. Além disso, defesa falhou nas jogadas de bolas levantadas na área

Personagem do jogo
Alessandro, fez o gol que garantiu a vitória do Botafogo

Esquema Tático do Botafogo
3-5-2
Castillo, Juninho, Wellington (Thiaguinho) e Eduardo; Alessandro, Leandro Guerreiro, Lúcio Flávio, Batista e Renato (Reinaldo); Victor Simões (Jônatas) e André Lima. Técnico: Ney Franco

Esquema Tático do Internacional
4-4-2
Michel Alves, Bolívar, Sorondo, Álvaro e Kléber; Sandro, Magrão (Marcelo Cordeiro), Andrezinho e D'Alessandro (Giuliano); Taison e Bolamos (Leandrão). Técnico: Tite

Cartões Amarelos
Internacional: Álvaro

Árbitro
Evandro Rogério Roman

Local
Engenhão


Fonte: Terra
Publicidade