PUBLICIDADE
Logo do

Atlético-MG

Meu time

Carrasco, Tardelli quebra série são-paulina e põe Atlético-MG em 2º

17 out 2009 20h25
| atualizado às 22h28
Publicidade

Depois de quase quatro meses, o São Paulo voltou a ser batido em seu estádio. Na noite deste sábado, em duelo que valeu a vice-liderança do Campeonato Brasileiro e a condição de principal perseguidor do Palmeiras na luta pelo título, o Atlético-MG encerrou a série invicta do rival dentro do Morumbi ao vencer por 1 a 0, com direito a "gol-relâmpago" do artilheiro e novo carrasco Diego Tardelli, revelado pelo próprio time tricolor e criticado pela torcida nos quatro anos em que esteve no clube.

» Fotos de São Paulo x Atlético-MG
» Veja a classificação atualizada
» Confira a tabela e os resultados
» Receba os gols do seu time pelo celular
» Problemas no estádio? Mande seu relato
» Comente a vitória do Atlético-MG

Sem saber o que era perder em seus domínios desde 18 de junho deste ano, quando frustrou mais de 52 mil fãs e viu o Cruzeiro alcançar a semifinal da Libertadores da América, o São Paulo amargou a terceira partida consecutiva sem triunfar, com duas derrotas seguidas, e se afasta cada vez mais do sonho do tetracampeonato. Com o tropeço, restam apenas Palmeiras e Grêmio como invictos no Brasileiro, na condição de mandantes.

Estacionados nos 49 pontos, com cinco a menos que o Palmeiras (que ainda tem um jogo a menos), os tricolores vêem o Atlético-MG subir e tomar a vaga na classificação, agora com um a mais. Além disto, pode cair para a quarta posição neste domingo, caso o Internacional passe pelo lanterna Fluminense, o que faria dos colorados os novos vice-líderes.

Além de se vingar do clube que o revelou e onde esteve no intervalo de 2003 a 2007 (entre passagens por Betis, São Caetano e PSV), Tardelli iguala os 15 gols de Adriano no topo da artilharia nacional e se torna o mais novo carrasco são-paulino. No duelo válido pelo primeiro turno, no Mineirão, o atacante também havia marcado no primeiro minuto de jogo, na vitória atleticana por 2 a 0.

Com a bola rolando, bastou um minuto para o Atlético-MG decepcionar os tricolores que compareceram ao Morumbi, em jogada de dois ex-atletas do clube mandante. A falta que aconteceu no lado direito do ataque foi cobrada por Ricardinho e aproveitada por Diego Tardelli, que aproveitou a vacilada da zaga são-paulina para só ter o trabalho de empurrar para as redes de Rogério Ceni.

A desvantagem "relâmpago" no placar fez o técnico Ricardo Gomes mandar sua equipe ao ataque e deu início à pressão no campo visitante, mas ser punida com os seguidos erros de finalização. Na jogada mais perigosa, após boa trama entre Hugo e Dagoberto, o centroavante Washington carimbou a trave. Antes do final do primeiro tempo, o torcedor são-paulino ainda sofreu com as falhas de Dagoberto, em chute cruzado para fora, e de novo Washington, que cabeceou por cima quando estava livre de marcação.

A sequência de erros do camisa 9 tricolor irritaram os presentes nas arquibancadas e Ricardo Gomes, que voltou com o centroavante Borges para os últimos 45 minutos. Porém, a alteração não surtiu o efeito desejado e a produção ofensiva são-paulina caiu ainda mais. Sem ameaçar o gol do uruguaio Carini, os mandantes ainda foram ameaçados por duas vezes, em finalizações de Diego Tardelli e Rentería, que só não ampliaram graças às intervenções de Rogério.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 0 x 1 ATLÉTICO-MG

Gol
ATLÉTICO-MG: Diego Tardelli, a 1min do 1º tempo

Polêmicas
- Reclamação são-paulina de pênalti sofrido por Dagoberto aos 17min do primeiro tempo, em lance que o atacante são-paulino recebeu de costas na entrada da área e caiu após choque com o atleticano Márcio Araújo. No entanto, o árbitro Héber Roberto Lopes não atendeu os pedidos

Ponto Forte do SÃO PAULO
- Criação ofensiva no primeiro tempo e atuação de Dagoberto, único do time que conseguiu impor dificuldades à defesa do Atlético-MG

Ponto Forte do ATLÉTICO-MG
- Velocidade e entrosamento da dupla ofensiva de ex-são-paulinos, iego Tardelli e Eder Luis, que ameaçaram os mandantes a todo instante

Ponto Fraco do SÃO PAULO
- Atuação apática no segundo tempo e fragilidade defensiva, com os três zagueiros mostrando muitas falhas de posicionamento

Ponto Fraco do ATLÉTICO-MG
- Fraco desempenho de Rentería, que pouco acrescentou ao time e ainda perdeu boas chances de aumentar a vantagem

Personagem do jogo
Diego Tardelli, do Atlético-MG

Esquema Tático do SÃO PAULO
3-5-2
Rogério Ceni; Renato Silva, Rodrigo (Oscar) e Miranda; Jean, Richarlyson, Hernanes, Hugo (Marlos) e Junior Cesar; Dagoberto e Washington (Borges). técnico: Ricardo Gomes

Esquema Tático do ATLÉTICO-MG
3-5-2
Carini; Carlos Alberto, Werley, Jorge Luiz e Thiago Feltri; Jonílson, Correa, Márcio Araújo e Ricardinho (Evandro); Éder Luis (Rentería) e Diego Tardelli (Wellington Saci); técnico: Celso Roth

Cartões Amarelos
SÃO PAULO: Richarlyson
ATLÉTICO-MG: Jonílson, Jorge Luiz, Correa, Carlos Alberto, Ricardinho e Éder Luis

Árbitro
Héber Roberto Lopes (PR)

Público
25.947 pagantes

Renda
R$ 665.095,00

Local
Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)



Fonte: Terra
Publicidade