PUBLICIDADE
Logo do

Botafogo

Meu time

Com arbitragem desastrosa, Corinthians e Botafogo empatam

23 ago 2009 17h55
| atualizado às 19h17
Publicidade

Em partida que teve seis gols na tarde deste domingo, no Estádio do Pacaembu, as principais atenções ficaram voltadas para a atuação do árbitro Arílson Bispo Nunes da Anunciação. Em jornada infeliz, o baiano errou para os dois lados e viu Corinthians e Botafogo ficarem no empate por 3 a 3, em um movimentado jogo da 21ª rodada do Campeonato Brasileiro.

» Veja fotos de Corinthians x Botafogo
» Veja a classificação atualizada
» Confira a tabela completa
» Receba os gols do seu time pelo celular
» Compre e venda ações dos times da Série A no Futex
» Problemas no estádio? Mande seu relato
» Comente o empate no Pacaembu

Apesar das falhas de Arílson, o duelo alvinegro também foi marcado por belos gols em cobranças de faltas (Marcinho para o Corinthians e Lúcio Flávio para o Botafogo). Mesmo assim, as equipes deixaram o estádio paulista reclamando da atuação do apitador, que se envolveu em, pelo menos, três lances polêmicos que poderiam mudar o resultado final.

Na primeira etapa, aos 28min, os botafoguenses reclamaram de um pênalti cometido por Moradei em uma disputa pelo alto com Victor Simões. Já na etapa final, mais movimentada que os primeiros 45 minutos, o ex-são-paulino André Lima usou a mão para desviar um cruzamento e vencer o goleiro Júlio César. Logo em seguida, Jorge Henrique caiu na área e o árbitro assinalou pênalti, revoltando novante os cariocas.

Com a igualdade, após estar em vantagem três vezes no jogo, o Corinthians deixa escapar a chance de voltar ao grupo dos quatro primeiros colocados e segue na sexta posição, agora com 32 pontos. Já o ameaçado time de General Severiano tem 11 a menos e é o antepenúltimo do Brasileiro, à frente apenas de Sport e Fluminense.

No reencontro com seu torcedor, o Corinthians foi dominado pelo Botafogo nos primeiros minutos e viu a equipe carioca assustar em finalizações dos ex-são-paulinos André Lima e Juninho. No entanto, em uma jogada individual, quem abriu o placar foram os mandantes. No final da etapa inicial, aos 42min, Dentinho deixou os marcadores para trás e foi derrubado por Léo Silva dentro da área. Na cobrança do pênalti, o mesmo atacante deslocou Castillo e estufou as redes.

Porém, a festa corintiana nas arquibancadas durou poucos minutos, apenas o restante do primero tempo e durante o intervalo. Isso porque com 2min após o reinício, Lúcio Flávio bateu escanteio pelo lado direito e Reinaldo subiu entre os defensores rivais para usar a cabeça e empatar o duelo. Da mesma forma que foi surpreendido, o time de Mano Menezes teve resposta rápida e voltou a ficar à frente aos 6min, em cobrança perfeita de falta de Marcinho, que parou no ângulo esquerdo de Castillo.

A polêmica em relação à arbitragem aumentou aos 15min do segundo tempo, quando Alessandro foi ao fundo e cruzou para André Lima desviar para as redes antes de Júlio César, mas usando a mão esquerda. Dando sequência aos erros, Jorge Henrique caiu na área e foi atendido pelo baiano com a marcação de um pênalti, que ainda teve o cartão amarelo para Thiaguinho. De novo na bola, Dentinho parou em defesa de Castillo, mas pegou o rebote e marcou o terceiro.

Desta vez, quem atrapalhou foi o auxiliar, que levantou a bandeira alegando posição irregular do goleiro botafoguense, mas o gol foi confirmado por Adílson. No entanto, aos 34min, a vitória corintiana foi impedida por um belo chute de Lúcio Flávio, que acertou o ângulo da meta paulista e deu números finais ao placar.

FICHA TÉCNICA

Corinthians 3 x 3 Botafogo

Gols
Corinthians: Dentinho, aos 43min do 1º tempo, Marcinho, aos 6min e Dentinho, aos 26min do 2º tempo
Botafogo: Reinaldo, aos 2min, André Lima, aos 14min, e Lúcio Flávio, aos 33min do 2º tempo

Ponto Forte do Corinthians
- Jogadas pelas laterais do campo, principalmente com Jorge Henrique e Dentinho

Ponto Forte do Botafogo
- Reação da equipe na segunda etapa, quando esteve atrás no placar em três oportunidades e, mesmo assim, conseguiu sair do Pacaembu com o empate

Ponto Fraco do Corinthians
- Atuação da defesa nas bolas aéreas, lances em que o Botafogo marcou dois de seus gols

Ponto Fraco do Botafogo
- Espaços deixados no setor defensivo, que proporcionaram as principais jogadas ofensivas do Corinthians

Personagem do jogo
Dentinho, do Corinthians

Esquema Tático do Corinthians
4-4-2
Júlio César; Jucilei, Paulo André, Jean e Marcinho (Diego); Moradei (Bill), Elias e Morais; Jorge Henrique, Henrique (Souza) e Dentinho; técnico: Mano Menezes

Esquema Tático do Botafogo
3-5-2
Castillo; Wellington, Juninho e Léo Silva (Reinaldo); Alessandro, Leandro Guerreiro, Fahel, Lúcio Flávio e Michael (Thiaguinho); Victor Simões e André Lima (Renato); técnico: Estevam Soares

Cartões Amarelos
Corinthians: Jean, Elias, Dentinho
Botafogo: Wellington, Léo Silva, Victor Simões, Thiaguinho

Árbitro
Arilson Bispo da Anunciação (BA)

Local
Estádio do Pacaembu, em Sao Paulo (SP)




Fonte: Terra
Publicidade