PUBLICIDADE
Logo do

Vitória

Meu time

Com recorde, São Paulo bate Vitória e abre vantagem para ser tetra

14 nov 2009 21h25
| atualizado em 15/11/2009 às 11h16
Publicidade

Em noite de presença recorde de público no Morumbi na atual temporada, o São Paulo mais uma vez confirmou o favoritismo e abriu vantagem de três pontos rumo ao tetra nacional, que seria o sétimo título de sua história. Diante de 53.204 pagantes, o novo líder do Campeonato Brasileiro bateu o Vitória por 2 a 0 neste sábado e deu mais um passo importante para manter a hegemonia recente no País, restando três rodadas para o término da competição.

» Veja fotos de São Paulo x Vitória
» Veja fotos das crianças no Morumbi
» Veja a classificação atualizada
» Confira a tabela completa
» Comente a vitória do São Paulo

Com o terceiro triunfo seguido em seus domínios e sua maior vantagem na liderança neste Campeonato Brasileiro, a torcida já demonstrou o otimismo nas arquibancadas e soltou o grito antecipado de "é campeão". Agora com 62 pontos, três a mais que o rival Palmeiras, o time tricolor terá os duelos contra Botafogo e Goiás (ambos fora) e Sport (em local a ser definido) antes de poder colecionar mais uma taça no final do ano.

Antes da multidão que levou ao Morumbi neste sábado, o São Paulo tinha como melhor público em 2009 os 52.809 que registrou contra o Cruzeiro, ainda no primeiro semestre, pelas quartas de final da Libertadores, quando teve final bem diferente e deu adeus ao torneio com derrota pelo mesmo placar. Já no Brasileiro, o recorde pertencia ao clássico sem gols com o Palmeiras, no dia 30 de agosto (22ª rodada), com 41.083. O duelo deste final de semana, inclusive, pode ser a despedida do time em seu estádio nesta temporada. Isso porque a equipe perdeu o mando de campo para a partida contra o Sport, por invasão de campo de um torcedor no jogo com o Internacional.

Com postura bastante agressiva desde os primeiros minutos, o São Paulo chegou até a mostrar descontrole emocional em discussão ríspida entre André Dias e Hugo, que foi rapidamente abafada por companheiros de elenco. E com a tática ofensiva, nem sentiu os desfalques dos suspensos Jean, Dagoberto e Borges, chegando à abertura do placar aos 24min de bola rolando. Livre dentro da área, Washington demorou para finalizar e parou em defesa do goleiro Viáfara. Porém, na sobra, Jorge Wagner aproveitou e estufou as redes.

Na sequência da primeira etapa, os mandante seguiram com maior domínio, mas sofriam com a perigosa bola parada do Vitória. Já na volta dos vestiários para o segundo tempo, a equipe dirigida pelo técnico Ricardo Gomes precisou de pouco tempo para praticamente sacramentar mais três pontos na briga pelo troféu. Aos 3min, Hernanes fez desarme no campo de ataque, pelo lado esquerdo, e cruzou com precisão para Hugo se antecipar à zaga baiana e escorar de cabeça para o gol, ampliando a festa tricolor.

FICHA TÉCNICA

São Paulo 2 x 0 Vitória

Gols
São Paulo: Jorge Wagner, aos 24min do 1º tempo, e Hugo, aos 4min do 2º tempo

Lance bizarro
- Discussão ríspida entre André Dias e Hugo ainda no primeiro tempo. Após falta cobrada para a área paulista, André Dias gritou com Hugo, que respondeu com um empurrão. Pelo lance, os dois receberam cartão amarelo, o que irritou o técnico Vagner Mancini, do Vitória, que queria a expulsão da dupla

Ponto Forte do São Paulo
- Postura agressiva desde o início, dominando as ações o tempo inteiro e pressionando o Vitória no campo de defesa

Ponto Forte do Vitória
- Entrada de Leandro Domingue, que movimentou o ataque baiano Ponto Fraco do São Paulo
- Atuações de Washington e Richarlyson. Enquanto o primeiro mostrou bastante garra e participou de lances decisivos, mas falhou em diversas finalizações com chances claras de gol, o segundo entrou mal no decorrer da partida e ainda irritou o técnico Ricardo Gomes com seguidas subidas ao ataque

Ponto Fraco do Vitória
- Viáfara, que falhou no segundo gol são-paulino e errou muito quando repôs a bola

Personagem do jogo
Hernanes, principal articulador do São Paulo na partida

Esquema Tático do São Paulo
3-5-2
Rogério Ceni; Renato Silva, André Dias e Miranda; Adrián González, Arouca, Hernanes (Marlos), Jorge Wagner (Richarlyson) e Junior Cesar; Hugo (Oscar) e Washington; técnico: Ricardo Gomes

Esquema Tático do Vitória
4-4-2
Viáfara; Carlos Alberto (Leandro Domingues), Anderson Martins, Fábio Ferreira e Leandro; Vanderson, Magal, Jackson (Willian) e Ramon; Leandrão e Gláucio (Neto Berola); técnico: Vagner Mancini

Cartões Amarelos
São Paulo: André Dias e Hugo
Vitória: Carlos Alberto

Árbitro
Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS)

Público
53.204 pagantes

Renda
R$ 1.776.015,00

Local
Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)



Fonte: Terra
Publicidade