PUBLICIDADE
Logo do

Palmeiras

Meu time

Com show de Obina, Palmeiras goleia e retoma liderança

29 out 2009 22h51
| atualizado em 30/10/2009 às 00h43
Publicidade

Ameaçado de fechar a rodada pela primeira vez fora da liderança desde o dia 29 de julho, quando iniciou o domínio na ponta do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras suportou a pressão na noite desta quinta-feira e encerrou um jejum negativo de quatro partidas sem vitórias. Para alegria dos fãs que compareceram no Palestra Itália, o atacante Obina voltou a brilhar com a camisa azul do clube e comandou a vitória por 4 a 0 sobre o Goiás, mantendo a equipe no caminho do título nacional.

» Veja fotos de Palmeiras x Goiás
» Veja a classificação atualizada
» Confira a tabela completa
» Comente a vitória do Palmeiras

Sem marcar desde o dia 22 de agosto, na vitória sobre o Internacional, o artilheiro que leva a camisa 28 nas costas balançou as redes três vezes e deu ótima assistência de calcanhar para o tento de Deyvid Sacconi, em resultado que dá tranquilidade para o time no clássico do próximo final de semana com o Corinthians, em Presidente Prudente. Substituído nos minutos finais, o atacante deixou o campo sob aplausos da torcida, que volta a festejar após princípio de crise.

Outro que conheceu a redenção nesta noite e teve o nome gritado pelos torcedores novamente foi o técnico Muricy Ramalho. Vendo o time fracassar nos últimos compromissos, aliado à reação dos principais perseguidores (São Paulo, Atlético-MG e Internacional), o treinador foi contestado por alguns fãs na derrota diante do Santo André, na última semana, que nas arquibancadas do Estádio Bruno José Daniel, no ABC paulista, pediram o retorno do auxiliar Jorginho ao comando.

Com o fim do jejum, o Palmeiras alcança 57 pontos, deixa o São Paulo para trás e volta a abrir dois pontos sobre o rival na luta pelo título, que não vem para o Palestra Itália há 15 anos. Além disto, comemora os tropeços de Atlético-MG e Internacional nesta 32ª rodada, outros de seus perseguidores no topo da tabela. Já o Goiás estaciona na oitava posição e vê mais distante o sonho de voltar a disputar a Libertadores da América no ano que vem.

A obrigação da vitória para não perder a liderança pôde ser vista no Palmeiras desde o apito inicial, quando usou a força da torcida para pressionar o Goiás em seu campo de defesa. No entanto, os problemas de criação e os espaços deixados na defesa, mostrados em outros jogos, voltaram a perseguir os mandantes, que na melhor das oportunidades parou no travessão em cobrança de falta de Diego Souza. Do outro lado, Iarley assustou em finalização de bicicleta, defendida por Marcos.

No entanto, um gol no início do segundo tempo serviu para fazer o Palmeiras deslanchar e dar início ao show de Obina, que agora soma 12 tentos no Brasileiro. Aos 4min, em uma falha de posicionamento da defesa goiana, o artilheiro recebeu livre pelo lado esquerdo do ataque e finalizou forte na saída de Harlei para estufar as redes e encerrar um jejum palmeirense de três jogos sem marcar. Já aos 29min, após pênalti cometido por Rafael Tolói em Ortigoza, novamente o camisa 28 partiu para a cobrança e aumentou a festa no Palestra Itália.

Com a expulsão de Tolói aos 34min, a missão dos visitantes de parar o Palmeiras ficou mais complicada e abriu caminho para Obina continuar desequilibrando. Quatro minutos depois da apresentação do cartão vermelho, o atacante voltou para receber a bola e deu lindo passe de calcanhar, deixando Deyvid Sacconi livre para vazar a meta goiana mais uma vez na noite. Já no fim, o artilheiro alviverde (com camisa azul) fechou a exibição de gala ao invadir a área e finalizar com categoria, aos 41min, voltando a marcar três vezes no mesmo jogo, assim como fez no clássico com o Corinthians, no primeiro turno.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 4 x 0 GOIÁS

Gols
PALMEIRAS: Obina, aos 5min, aos 30min e aos 42min, e Deyvid Sacconi, aos 39min do 2º tempo

Pontos Fortes do PALMEIRAS
- Mentalidade do time desde o início, em busca da vitória a todo instante
- Jogadas puxadas pelo Diego Souza e Pablo Armero
- Eficiência de Obina, que teve três boas chances em seus pés e marcou em todas as oportunidades, além de dar linda assistência para Deyvid Sacconi deixar o seu nas redes do Goiás

Ponto Fraco do PALMEIRAS
- Desatenção nos primeiros minutos de jogo, quando levou sustos do Goiás

Pontos Fracos do GOIÁS
- Excesso de passes errados, seguidas falhas do setor defensivo e falta de criatividade no setor de armação e ataque

Personagem do jogo
Obina, do Palmeiras

Esquema Tático do PALMEIRAS
3-5-2
Marcos; Maurício, Danilo e Marcão; Figueroa, Souza, Edmilson (Sandro Silva), Diego Souza e Armero; Ortigoza (Deyvid Sacconi) e Obina (Robert); técnico: Muricy Ramalho

Esquema Tático do GOIÁS
4-4-2
Harlei, Valmir Lucas, Ernando, Rafael Tolói e Júlio César; Amaral (Ramalho), Fernando, Léo Lima (Felipe) e Romerito (Douglas); Fernandão e Iarley; técnico: Hélio dos Anjos

Cartões Amarelos
PALMEIRAS: Sandro Silva
GOIÁS: Fernando, Valmir Lucas, Amaral e Rafael Tolói

Cartões Vermelhos
GOIÁS: Rafael Tolói

Árbitro
Marcelo de Lima Henrique (Fifa-RJ)

Público
18.070 pagantes

Renda
R$ 722.461,24

Local
Estádio Palestra Itália, em São Paulo (SP)




Fonte: Terra
Publicidade