PUBLICIDADE
Logo do

Botafogo

Meu time

Cruzeiro vence 3ª seguida, afunda Botafogo e se aproxima do G-4

18 out 2009 20h26
| atualizado em 19/10/2009 às 00h17
Publicidade

Ainda com o sonho de voltar a disputar a Libertadores da América no ano que vem, após o vice-campeonato conquistado nesta temporada, o Cruzeiro manteve o embalo no início da noite deste domingo ao passar pelo Botafogo no Estádio Mineirão e já começa a perseguir o grupo dos quatro primeiros colocados do Campeonato Brasileiro. No fechamento da 30ª rodada, o time mineiro venceu por 1 a 0 e manteve o rival carioca a apenas uma posição da zona de rebaixamento.

» Fotos de Cruzeiro x Botafogo
» Cruzeirense se choca e sai de ambulância
» Veja a classificação atualizada
» Confira a tabela e os resultados
» Receba os gols do seu time pelo celular
» Problemas no estádio? Mande seu relato
» Comente a vitória do Cruzeiro

Apesar do sufoco nos minutos finais, mais uma vez a torcida celeste pôde festejar um resultado positivo, após as animadoras vitórias sobre Goiás e Atlético-MG. Agora, com 45 pontos, o Cruzeiro é o novo dono da sétima posição e fica a apenas quatro do São Paulo, que fecha o bloco de classificação ao torneio continental.

Enquanto o time do técnico Adílson Batista sobe na tabela e se aproxima dos líderes, o Botafogo faz o caminho contrário, em queda rumo à segunda divisão. Com a reação interrompida, após ficar três partidas sem perder (com duas vitórias consecutivas), o clube de General Severiano sustenta vantagem de três pontos sobre o Santo André, que abre a zona de descenso. No entanto, terá pela frente no próximo final de semana o rival Flamengo, que vive a arrancada de nove jogos sem ser derrotado.

Com as ausências do zagueiro Leonardo Silva, do lateral esquerdo Gilberto, do volante Fabrício e dos atacantes Wellington Paulista e Kléber, todos contundidos, o Cruzeiro encontrou dificuldades para furar a retranca do Botafogo. Mesmo assim, foi superior no primeiro tempo e só não abriu o placar graças às importantes intervenções do goleiro Jefferson, responsável por parar finalizações de Diego Renan, Guerrón, Leandro Lima e Jonathan.

Enquanto os mandantes esboçavam uma pressão, os botafoguenses mostraram desorganização para armar os ataques e muita desatenção com a linha de impedimento. Assim, com o placar em branco e a insatisfação dos dois lados, Adílson mandou a campo Fernandinho e Soares nos lugares de Leandro Lima e Guerrón. Com pouco tempo, a alteração surtiu o efeito desejado.

Aos 17min, Jonathan lançou Thiago Ribeiro em profundidade e viu o atacante ganhar dos rivais na corrida e superar Jéfferson pela única vez na noite. Na comemoração, o técnico Adílson "imitou" a indignação do argentino Maradona durante a última semana e se dirigiu aos torcedores que estavam nas arquibancadas e já mostravam insatisfação com a dificuldade para abrir o placar.

Mas na resposta, o Botafogo quase empatou quando André Lima driblou Thiago Heleno e bateu forte para difícil defesa de Fábio, que voltou a brilhar mais duas vezes antes do apito final. Aos 43min, Rodrigo Dantas recebeu a bola livre, ajeitou e bateu forte para grande intervenção do camisa 1. Já nos acréscimos, pegou um chute praticamente à queima roupa de Lúcio Flávio e garantiu a vitória celeste.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 1 x 0 BOTAFOGO

Gol
CRUZEIRO: Thiago Ribeiro, aos 17min do 2º tempo

Lance grave
- Aos 32 minutos, após disputa de bola pelo alto com Batista, o atacante Soares, do Cruzeiro, caiu desacordado. O jogador foi reanimado, mas voltou a desmaiar e teve que deixar o campo de ambulância, no balão de oxigênio, direto para um hospital próximo ao Mineirão

Ponto Forte do CRUZEIRO
- Entradas pelo meio do lateral Jonathan, responsável pela assistência para o gol de Thiago Ribeiro

Pontos Fortes do BOTAFOGO
- Atuação do goleiro Jefferson, que evitou a abertura do placar em diversas oportunidades, e domínio nos minutos finais, com um jogador a mais em campo, após a saída de Soares

Pontos Fracos do CRUZEIRO
- Dificuldade na armação de jogadas no segundo tempo e "apagão" do time nos minutos finais, após a saída de Soares, já que as três alterações já haviam sido feitas

Ponto Fraco do BOTAFOGO
- Falta de atenção dos atacantes na primeira etapa, que foram flagrados cinco vezes em impedimento só nos primeiros 20 minutos

Personagem do jogo
Jonathan, do Cruzeiro

Esquema Tático do CRUZEIRO
3-5-2
Fábio; Gil, Thiago Heleno e Cláudio Caçapa; Jonathan, Henrique (Fabinho), Marquinhos Paraná, Leandro Lima (Fernandinho) e Diego Renan; Thiago Ribeiro e Guerrón (Soares); técnico: Adílson Batista

Esquema Tático do BOTAFOGO
3-5-2
Jefferson; Alessandro, Emerson, Teco e Diego (Rodrigo Dantas); Leandro Guerreiro, Fahel (Batista), Lúcio Flávio e Victor Simões (Reinaldo); Jóbson e André Lima; técnico: Estevam Soares

Cartões Amarelos
CRUZEIRO: Marquinhos Paraná, Guerrón, Fernandinho, Fabinho
BOTAFOGO: Jóbson e Batista

Árbitro
Leonardo Gaciba da Silva (RS)

Público
28.504 pagantes

Renda
R$ 415.258,00

Local
Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)



Fonte: Terra
Publicidade